Publicidade

Estado de Minas COMPORTAMENTO

Milhões de pessoas no mundo sofrem de oniomania

Entenda melhor como se dá a compulsão por compras


postado em 05/04/2018 09:25 / atualizado em 05/04/2018 09:57

Você já ouviu falar na chamada oniomania? Esta doença de nome estranho é bem conhecida: ela se caracteriza por um vício em comprar ou gastar. A pessoa não consegue controlar seus impulsos e acaba gastando mesmo quando está cheia de dívidas. Um problema que atinge mulheres, homens, idosos, crianças, ricos ou pobres.

As desculpas mais comuns para os gastos excessivos são do tipo: "Vou comprar esse vestido porque preciso"; "está na promoção, metade do preço, não dá pra não comprar", ou "vou me dar essa bolsa porque mereço". Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 8% da população mundial sofre de oniomania. No entanto, é muito comum as pessoas terem a compulsão e não admitirem o vício.

"Primeiro, a gente precisa saber o que é compulsão. Alguns autores dizem que é um comportamento em que o indivíduo é levado a realizar devido a algum estímulo interno, ou coerção interna. Esse comprotamento tem dois momentos: o primeiro é a satisfação parcial do desejo; em seguida vem a angústia", explica a psicóloga Carolline Rangel, do Hospital das Clínicas da USP em Ribeirão Preto.

O tratamento para a doença passa por duas áreas: a psicológica, para tratar o problema emocional que leva a pessoa a comprar compulsivamente, e a financeira, em que ela começa a planejar cada gasto e tenta renegociar as dívidas.

A especialista da USP aconselha as vítimas da oniomania a procurarem atendimento psicológico para que consiga falar sobre o assunto, encontrar a razi do problema e tratá-lo. Ela lembra que o tratamento é individual, mas, primeiro, é preciso identificar a compulsão.

(com Rádio USP)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade