Jovem que pensou ter resfriado é internada com septicemia

A inglesa de 18 anos tinha todos os sintomas de resfriado, mas, agora, está em coma induzido

por Marcelo Fraga 25/05/2018 08:41

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
SWNS.com/Reprodução
A jovem inglesa Whitney Martin (esq.) pensou que estava com um simples resfriado, mas, agora, está internada na UTI devido a complicações geradas pela sepse (foto: SWNS.com/Reprodução)
O que parecia um simples resfriado acabou se tornando um verdadeiro pesadelo para a adolescente inglesa Whitney Martin, de 18 anos. Os sintomas clássicos como febre e cansaço foram piorando com os dias e a jovem acabou em coma. Os médicos que avaliaram Whitney descobriram que a garota, na verdade, era vítima de uma infecção generalizada conhecida como sepse, ou septicemia, que pode levar até à morte.

As informações são do tabloide britânico Daily Mail, que diz, ainda, que a adolescente está internada, em coma induzido, desde o início de maio, no hospital Wythenshawe, em Manchester, no noroeste da Inglaterra. Whitney Martin também adquiriu um problema no coração. Ainda conforme o jornal, ela chegou a sofrer duas paradas cardíacas que foram "milagrosamente" revertidas pelos médicos que cuidam dela.

A mãe da adolescente, Suzanne Burford, contou ao Daily Mail que tudo começou há menos de um mês, com o apafrecimento de sintomas brandos, típicos de resfriado. Como a filha não melhorava, ela decidiu levá-la ao hospital Princess Royal, em Telford, próximo à cidade de Shropshire, onde reside a família. O estado de saúde de Whitney piorou em menos de 24h. Então, foi preciso transferi-la para a cidade de Birmingham e, em seguida, para Manchester. "Todos os sintomas eram de um resfriado. Como ela sempre foi uma menina saudável, pensamos que estava fazendo 'drama' com a situação", diz Suzanne ao tabloide britânico.

Sobre as paradas cardíacas da filha, ela relata que, segundo os médicos, Whitney Martin tinha apenas 50% de chances de sobreviver. "Ela, tecnicamente, morreu duas vezes, mas fizeram um trabalho incrível e foi colocada em coma induzido", conta a mãe ao Daily Mail.

Atualmente, o estado de saúde da jovem inglesa é considerado crítico e ela está sobrevivendo graças a uma máquina de respiração artificial. A mãe de Whitney precisou largar o emprego para ajudar a cuidar da filha no hospital e ainda mantém a esperança de que ela irá se recuperar, diz o jornal.

Sepse

Segundo consta no site do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo (SP), mais de 150 mil casos de sepse são registrados anualmente no Brasil. A doença ocorre quando o organismo libera substâncias químicas no sangue para combater um micro-organismo e, por algum motivo desconhecido, isso desencadeia uma infecção generalizada. O diagnóstico desse grave problema é realizado por exames laboratoriais e de imagem.

Ainda de acordo com o hospital, os sintomas da septicemia incluem febre, dificuldade para respirar, pressão arterial baixa, aceleração dos batimentos cardíacos e confusão mental. O tratamento é realizado por meio de antibióticos e outros medicamentos administrados por via intravenosa.

Últimas notícias

Comentários