Pesquisadores afirmam que o polvo é extraterrestre

As características do animal, incluindo seu DNA, seriam provas de que ele veio de outro ponto do Universo

por João Paulo Martins 17/05/2018 16:44

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Uma pesquisa curiosa que publicada este ano afirma que o polvo possui características tão diferenciadas dos demais animais da Terra que só pode ter vindo do espaço (foto: Pixabay)
Um estudo publicado no início deste ano no periódico científico Progress in Biophysics and Molecular Biology afirma que os polvos, famosos moluscos que vivem no mar, são criaturas misteriosas e extraordinárias porque evoluíram em outro planeta e foram trazidos para a Terra em forma de ovos "crio-preservados", há milhões de anos.

A pesquisa envolveu 33 cientistas, de diversas áreas, incluindo Biologia, Bioquímica, Astronomia e Matemática. Quem também participou do curioso estudo foi o astrônomo Chandra Wickramasinghe, diretor do Centro de Astrobiologia da Universidade de Buckingham, no Reino Unido. Ele é considerado o "pai" da teoria chamada Nova Panspermia – segundo a qual a origem e a evolução da vida em nosso planeta se deu graças a "esporos" lançados no espaço e disseminados por todo o Universo.

No artigo, os pesquisadores mostram que a evolução rápida do polvo só pode ter se originado num ambiente extraterrestre. Além disso, eles tentaram entender como formas de vida tão complexas surgiram na Terra durante a chamada Explosão Cambriana, há cerca de 530 milhões de anos. A conclusão dos cientistas é de que as formas de vida originárias desse período evolutivo tiveram origem no espaço, e chegaram aqui graças ao bombardeamento de "nuvens de moléculas orgânicas".

Os polvos seriam justamente um exemplo desse processo de "colonização espacial", devido ao seu súbito aparecimento na Terra há cerca de 270 milhões de anos.

Ainda de acordo com os autores do estudo, "o DNA do polvo apresenta um nível de complexidade impressionante, com 33 mil genes codificadores de proteínas a mais do que os existentes no Homo sapiens [seres humanos]". Eles também destacam o "cérebro grande e o sistema nervoso sofisticado, os olhos tipo câmara, o corpo flexível e a camuflagem instantânea". Estas características apareceram "de repente no cenário evolutivo" e não constam em "nenhuma outra forma de vida pré-existente".

Após todas essas verificações, os pesquisadores chegaram à conclusão de que a "explicação plausível" para a existência dos polvos é que "são, provavelmente, extraterrestres importados para a Terra", fruto de "genes funcionais dentro de ovos de polvo fertilizados e crio-preservados".

Vale dizer que esses moluscos marinhos são considerados os animais não-vertebrados mais inteligentes da Terra e já vinham sendo apontados como uma espécie "extraterrestre" por conta de suas características extraordinárias. Em 2015, por exemplo, cientistas da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, sequenciaram o DNA do polvo e concluíram que não existe outro animal parecido no planeta. Também conseguiram confirmar, na época, a sofisticada capacidade cognitiva desses animais.

Últimas notícias

Comentários