Tuberculose ganglionar é apenas um dos vários tipos da doença

Essa forma da tuberculose afeta a cantora sertaneja Simaria, que faz dupla com Simone

por Marcelo Fraga 29/05/2018 17:44

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/simaria/Reprodução
A cantora sertaneja Simaria, que faz dupla com Simone, foi diagnosticada com tuberculose ganglionar em abril e, desde então, está longe dos palcos para tratar a doença (foto: Instagram/simaria/Reprodução)

No dia 12 de abril deste ano, a cantora sertaneja Simaria, que faz dupla com a irmã Simone, foi internada no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo (SP), para se submeter a exames após se sentir mal. Na ocasião, os médicos diagnosticaram a artista baiana com uma doença chamada tuberculose ganglionar. Desde então, apenas Simone está fazendo shows, enquanto Simaria se recupera.

No domingo, dia 27 de maio, a cantora concedeu uma entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo, para falar sobre a doença. Nesse mesmo dia, ela aproveitou para publicar uma mensagem em sua conta oficial no Instagram, agradecendo o apoio dos fãs – são 10,7 milhões de seguidores só nessa rede social. "Quero agradecer a todos vocês pela minha recuperação. Agradecer a minha irmã @simoneses, uma guerreira, que está segurando essa caminhada sozinha e aproveitar pra dizer que eu a amo com todo o meu coração [...] Obrigada meu povo brasileiro e solidário pela torcida. Espero voltar logo para vocês. Não esqueçam que a saúde é o bem mais valioso que nós temos, sem ela não somos nada", diz Simaria.

Tuberculose ganglionar

Segundo a infectologista Tânia Marcial, da Sociedade Mineira de Infectologia, o tipo de tuberculose que atinge a cantora baiana não é fatal, porém, é mais raro do que a forma pulmonar (mais comum) da doença. Além disso, a causa e a forma de infecção são as mesmas. "A tuberculose ganglionar também é causada pelo bacilo de Koch e a contaminação ocorre pelo ar, geralmente, a partir da proximidade com uma pessoa doente que tossiu ou espirrou sem proteger devidamente a boca e o nariz", esclarece a especialista.

A diferença entre o tipo pulmonar e o ganglionar da tuberculose, conforme a médica, é que, ao invés do bacilo causador da doença se instalar nos pulmões, ele faz um "desvio" pela corrente sanguínea e se deposita nos gânglios linfáticos, que são glândulas espalhadas pelo corpo e que fazem parte do sistema de defesa do organismo. Geralmente, os gânglios mais atingidos são os do pescoço, como foi o caso de Simaria.

Sintomas

De acordo com Tânia Marcial, os principais efeitos da tuberculose ganglionar no corpo são: febre, emagrecimento, perda de apetite e surgimento de caroços principalmente no pescoço – isso ocorre porque os gânglios da região, ao serem atingidos pelo bacilo de Koch, ficam inchados.

Na entrevista concedida ao Fantástico, Simaria contou à repórter Giuliana Girardi que perdeu oito quilos em menos de um mês e, inclusive, pediu à jornalista que tocasse seu pescoço para sentir os caroços que surgiram na região. A artista revelou, ainda, que em certo momento se sentiu tão fraca que não conseguiu segurar nos braços o filho Pawel, que tem menos de 3 anos.

 

Ao "Show da Vida", a cantora sertaneja relatou que só deve retornar aos palcos no mês de agosto, uma vez que o tratamento da tuberculose ganglionar é demorado. "A duração do tratamento é de seis meses e pode ser realizado em casa, por meio de medicamentos e sem a necessidade de internação", explica Tânia Marcial.

HIV

A infectologista esclarece que, apesar de a tuberculose ser frequentemente associada aos portadores do vírus HIV, famoso por causar a Aids, não significa que as pessoas que sofrem com a doença causada pelo bacilo de Koch, como a cantora Simaria, também tenham o temido Vírus da Imunodeficiência Humana. "A tuberculose pulmonar e seus vários tipos extrapulmonares, como a ganglionar, são muito recorrentes em pessoas com HIV, mas não é verdade que todo mundo que desenvolve tuberculose tem HIV", esclarece a médica.

Entretanto, a infectologista ressalta que todo paciente que é diagnosticado com qualquer tipo de tuberculose é automaticamente submetido a um exame para detecção do HIV.

Últimas notícias

Comentários