Publicidade

Estado de Minas BEM-ESTAR

Alterações nas unhas podem representar doenças sistêmicas

Psoríase e problemas pulmonares são dois exemplos


postado em 22/06/2018 09:26 / atualizado em 22/06/2018 08:59

(foto: Powerofpositivity.com/Reprodução)
(foto: Powerofpositivity.com/Reprodução)
Mudanças na coloração, no formato e na textura das unhas podem indicar problemas de saúde. Mas, como muita gente não repara nessa parte do corpo, ou com o uso constante de esmalte, os sinais podem passar despercebidos. É essencial prestar atenção nas unhas, que protegem os dedos contra traumas e infecções.

De acordo com a dermatologista Joana Barbosa, existem alguns aspectos clínicos que são importantes para definir quando uma doença sistêmica está ou não associada a alterações nas unhas como em relação à idade do paciente: nas crianças, as unhas crescem rápido, são finas, maleáveis e transparentes; já nos idosos, têm crescimento lento, são grossas, duras e amareladas. "Desta maneira, uma unha fina e frágil em um adulto pode ser um indício de alterações hormonais tiroidianas, enquanto uma unha grossa em uma criança pode ser sinal de psoríase", diz a médica.

Outra alteração comum na unha diz respeito ao uso de medicamentos. "Eles podem causar alterações no aparelho ungueal, tanto na cor, quanto na textura e na adesão da placa. Na maioria dos casos, estas alterações são transitórias, cessando com a interrupção do tratamento", esclarece Joana Barbosa.

A dermatologista lembra ainda que a mudança de coloração das unhas é uma das principais queixas dos pacientes e se relaciona a diversos quadros de acordo com as cores encontradas. "Unhas amarelas se associam a uso de algumas medicações, doenças pulmonares e até síndromes achadas em casos de câncer disseminado. Lesões esbranquiçadas sobre as unhas são vistas em doenças renais, imunossupressão e alterações cardíacas. Estrias longitudinais e transversais são outro quadro muito frequente e se referem normalmente a alterações tireoidianas e alopecia areata", afirma a especialista.

Tratamento

O tratamento das doenças que afetam as unhas deve ser aplicado na causa das alterações e, na grande maioria dos casos, consiste de medicamentos tópicos, intralesionais, sistêmicos ou até cirúrgicos. Mas, uma parte importante do tratamento está relacionada aos cuidados gerais com as unhas. "O aparelho ungueal é um espelho do que acontece local e sistemicamente no organismo. Reconhecer as alterações das unhas é de fundamental importância para o diagnóstico das doenças dermatológicas e sistêmicas, pois muitas vezes o exame das unhas é o único exame 'complementar' necessário", comenta a médica.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade