Starbucks inclui transição de gênero no plano de saúde da empresa

Funcionários transgêneros terão todos os procedimentos cobertos pela rede americana de cafeterias

por Marcelo Fraga 29/06/2018 14:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Starbucks/Divulgação
(foto: Starbucks/Divulgação)
Em meio a todo o preconceito sofrido pela população LGBTQ+, a americana Starbucks, mais famosa rede de cafeterias do mundo, anunciou recentemente uma medida que vai beneficiar seus funcionários transgêneros que trabalham nas lojas dos Estados Unidos. Agora, os trabalhadores passam a ter acesso facilitado aos procedimentos que compõem a transição de gênero, incluindo várias cirurgias. Tudo graças às mudanças no plano de saúde oferecido pela empresa.

São consideradas transgêneras as pessoas que nasceram com características e órgão genital femininos, mas se sentem homens, ou, ao contrário, nasceram com a estrutura masculina, apesar de terem a consciência de que são mulheres. Enfim, são pessoas que não se identificam com o gênero de nascimento.

De acordo com o site americano de notícias Hello Giggles, a Starbucks, desde 2012, já oferecia esse curioso benefício. A diferença é que, agora, o acesso aos procedimentos que compõem a transição de gênero, como as cirurgias de mudança de sexo, de aumento das mamas e de feminilização facial, se tornaram menos burocráticas. Anteriormente, grande parte dos pedidos eram negados pela operadora do plano de saúde da rede de cafeterias, que vetava muitas dessas interferências, por considerá-las de caráter "estético".

Em comunicado enviado à imprensa, Ron Crawford, vice-presidente de benefícios da Starbucks, aproveitou para comentar as novas medidas: "O desejo da empresa é fornecer uma cobertura verdadeiramente inclusiva para permitir que seus funcionários sejam quem eles realmente são".

Segundo o Hello Giggles, as mudanças feitas pela rede de cafeterias em seu plano de saúde incluem, ainda, auxílio jurídico, por meio de advogados que ajudarão os funcionários transgêneros a encontrarem profissionais de saúde adequados e, também, garantir que seus pedidos de procedimentos médicos sejam atendidos de forma adequada.

Últimas notícias

Comentários