Brasileiros consomem pouco cálcio

A média de consumo está abaixo do recomendado pelo Ministério da Saúde

por Da redação com assessorias 16/07/2018 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Uma pesquisa realizada pela Fundação Internacioncal de Osteoporose (International Osteoporosis Foundation ou IOF) mostra que os brasileiros acima de 20 anos ingerem apenas 505 mg de cálcio por dia, o que representa 50% da dose recomendada pelo Ministério da Saúde – são necessárias de mil a 1,2 mil mg/dia do nutriente.

O Mapa Global do Cálcio da IOF foi realziado em 74 países e a ingestão média de cálcio por dia varia de 175, no Nepal, a 1233 mg/dia na Islândia. Os países da América do Sul, em sua maioria, têm baixa ingestão de cálcio que varia entre 400 e 700 mg/dia.

De acordo com a fundação, uma em cada três mulheres e um em cada cinco homens com mais de 50 anos quebrará um osso devido à osteoporose.

"Com o envelhecimento da população somado ao fato de se consumir pouco cálcio, muito em breve, teremos um cenário alarmante em todo o Brasil. As medidas de prevenção devem ser tomadas agora. Só assim poderemos minimizar os efeitos a longo do prazo", alerta o médico Cristiano Zerbini, membro da IOF para a América Latina, em nota enviada à imprensa.

Conforme orientação do portal do oncologista Drauzio varella, para evitar a doença que enfraquece os ossos, é necessário ter uma dieta que inclua alimentos ricos em cálcio como leite, queijos e iogurtes. "Suplementos de cálcio e vitamina D são recomendados para manter a massa óssea, especialmente nos pacientes cujas dietas são pobres em leite e laticínios, e que apanham pouco Sol", informa o texto publicado pelo renomado médico brasileiro.

Além da alimentação, é preciso manter uma rotina de exercícios, como caminhar, andar de bicicleta, nadar, correr e, especialmente, exercícios de força, para manter o tônus muscular e prevenir a osteoporose.

Últimas notícias

Comentários