Astrônomos canadenses registram onda espacial 'misteriosa'

O sinal de radiofrequência foi captado pelo telescópio CHIME

por João Paulo Martins 06/08/2018 10:56

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Wikimedia/Mateus A. Fandiño/Creative Commons/Reprodução
Cientistas do telescópio CHIME, do Canadá, decodificaram uma onda de rádio "misteriosa" proveniente do espaço com a frequência de 700 MHz (foto: Wikimedia/Mateus A. Fandiño/Creative Commons/Reprodução)
Segundo cientistas do telescópio Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment (CHIME), localizado em     Okanagan Falls, no Canadá, foi registrada uma "misteriosa" onda de rádio, com frequência inferior a 700 MHz, emitida a partir de uma localização desconhecida do Universo. Trata-se da menor frequência já registrada na Terra. O sinal, conhecido como Fast Radio Burst (FRB), foi decodificado durante milissegundos.

A primeira onda de rádio proveniente do espaço foi registrada em 2007 e, desde então, astrônomos detectaram somente duas dúzias de fenômenos similares. A origem desse tipo de onda ainda gera dúvidas entre os especialistas. Seriam resultado de explosões de buracos negros? Seriam fruto de atividades extraterrestres?

Os cientistas canadenses acreditam que o gerador dessa onda, que foi nomeada FRB 180725A, deve ser considerado extremamente potente. Trata-se da primeira emissão de rádio detectada pelo telescópio CHIME, que está operando desde setembro do ano passado.

"Os FRBs são extremamente brilhantes devido à curta duração e à sua origem distante. Nós não identificamos possíveis dispositivos naturais relacionados a eles", afirma Avi Loeb, do instituto de pesquisa Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics, no artigo científico de divulgação da descoberta.

Segundo o astrofísico Christopher Conselice, da Universidade de Nottingham, em entrevista ao tabloide britânico DailyMail, as causas do fenômeno ainda são desconhecidas. Ele observa que a onda recém-registrada poderia iluminar o mistério e ajudar profundamente no estudo do fenômeno. Por menor que seja a quantidade de sinais registrados até o momento, o investigador indica que, provavelmente, há diversos sinais semelhantes que alcançam a Terra diariamente.

Por mais que as ondas de rádio espaciais pareçam inexplicáveis e de origem "misteriosa", alguns investigadores chineses já encontraram uma explicação para o fenômeno. Astrofísicos da Universidade de Nanquim acreditam que a fonte dos sinais enigmáticos não é nada mais do que as chamadas estrelas estranhas de quarks (partículas elementares). Neste tipo de formação astronômica, a matéria existe em forma de quarks instáveis devido à alta densidade.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários