Que tal provar a acidez e a doçura do taperebá?

A fruta é típica da Amazônia e do nordeste do Brasil

por Da redação com assessorias 22/09/2017 15:53

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pinterest/Reprodução
Conhece o taperebá? A fruta não é muito conhecida no sudeste do Brasil, mas é rica em nutrientes, como vitamina A e sais minerais (foto: Pinterest/Reprodução)
O Brasil é um país com inúmeras opções de frutas. Além das mais tradicionais, reconhecidas em todo o mundo, algumas representam as características das diferentes regiões do país e possuem sabores únicos. Um exemplo é o taperebá, que pode ser encontrado principalmente na Amazônia e em áreas da região nordeste.

Esse tipo de fruta, muitas vezes, é considerada exótica por quem vive em cidades do sul e do sudeste. Para o antropólogo Raul Lody, a procura pelo taperebá, também chamado de cajá e acajá, pode ser explicada tanto por sua disponibilidade – ele produz quase todo o ano –, quanto por seu sabor ácido e ao mesmo tempo adocicado.

"O brasileiro tem uma predileção por sabores mais adocicados, e a mistura da acidez a torna ainda mais irresistível, o que justifica também ela ser cada vez mais explorada na gastronomia contemporânea", comenta o antropólogo.

Na região nordeste, o taperebá costuma ser consumido devido aos benefícios que proporciona para o organismo. "Rico em vitamina A e fibras, a fruta pode ser utilizada em diferentes receitas, já que sua polpa é cheia de 'carne'", explica a nutricionista Marcia Daskal, da assessoria Recomendo. Ela completa, dizendo que a fruta proporciona ainda outros nutrientes, como fósforo, ferro e cálcio.

Normalmente, o taperebá pode ser encontrado na forma de sucos, geleias, sorvetes, batidas e até mesmo como acompanhamento para alguns pratos salgados. Nos últimos anos, ele 'ganhou' o país como um sabor de picolé, vendido por uma franquia de sorvetes especializada em frutas brasileiras.

Últimas notícias

Comentários