Publicidade

Estado de Minas BEM-ESTAR

Tire algumas dúvidas sobre a intolerância à lactose

Será que a proibição da ingestão de leite e derivados é para sempre?


postado em 11/12/2017 13:34 / atualizado em 11/12/2017 13:58

Apesar de ser essencial para a aquisição de nutrientes, como o cálcio, o leite é também associado a alergia e intolerância. Uma delas diz respeito ao açúcar presente no produto, a lactose, que não é muito bem digerida por muitas pessoas. Os sintomas mais comuns da intolerância à lactose são cólicas abdominais, distensão abdominal e diarreia.

Para esclarecer algumas dúvidas sobre esse problema de saúde, conversamos com a nutricionista Kátia Terumi Ushiama, do Hospital Edmundo Vasconcelos, de São Paulo:

Não é preciso viver para sempre sem lactose
Segundo a especialista, o tratamento inicial é a retirada total da lactose da dieta para reduzir o desconforto, como gases e inchaço abdominal. "Mas, após liberação médica, é possível tentar a reintrodução de alguns derivados do leite, como queijos e iogurtes, de forma gradativa para observar a tolerância do paciente".

A quantidade de lactose muda conforme o alimento
Alguns derivados do leite possuem menos lactose e podem ser tolerados, por isso, é preciso reintroduzi-los aos poucos, para detectar o nível de intolerância de cada pessoa. "Não é possível definir uma dosagem exata de ingestão diária, pois não se pode mensurar a quantidade de lactase, enzima que digere a lactose, que o indivíduo produz", comenta a nutricionista.

Produtos sem lactose têm menos cálcio
A exclusão inicial de leite e seus derivados da alimentação não está diretamente relacionada à deficiência de cálcio na dieta. "Os produtos sem lactose não apresentam diferença no teor do mineral em suas composições", explica Kátia Ushiama.

Substituir derivados do leite por versões vegetais merece atenção
"Se o indivíduo optar por não consumir lácteos sem lactose, a substituição dos lácteos por leites vegetais, como soja e arroz, pode ser feita. Porém, neste caso, é preciso incluir fontes vegetais que contenham cálcio, como folhas verde-escuras, sementes e oleaginosas, como castanhas e nozes", diz a especialista.

Evitar produtos com lactose é a melhor saída
Mesmo que de forma não tão aparente, alguns alimentos possuem grande quantidade de lactose em sua produção e devem ser evitados. "Nesta lista estão pudins, flans, sorvetes cremosos, chocolates ao leite, manteiga, preparações com creme de leite, molho branco e gratinados".

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade