Estudos comprovam benefício da dieta vegetariana

Consumo de vegetais ajuda na redução do peso e no menor risco de problemas cardíacos

por João Paulo Martins 11/06/2018 13:53

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Sua mãe estava certa: comer verduras é a melhor maneira para manter a saúde em dia. Alguns dos estudos mais recentes sobre os benefícios do vegetarianismo foram apresentados na conferência Nutrition 2018, que vem sendo realizada pela Sociedade Americana de Nutrição (American Society for Nutrition) entre os dias 9 e 12 de junho, em Boston (EUA).

Uma das pesquisas divulgadas no evento foi feita pelo Centro Médico da Universidade Erasmus, na Holanda, e mostra que comer alimentos à base de vegetais pode reduzir o risco de surgimento de doenças crônicas, ajudar no controle do peso e evitar a morte. Durante 13 anos, os cientistas holandeses analisaram cerca de seis mil pessoas e descobriram que aquelas que comiam mais proteína vegetal apresentaram um risco menor de desenvolver doença cardíaca coronariana – também chamada de aterosclerose coronariana.

Da mesma forma, um estudo americano da Escola de Saúde Pública do Instituto Milken, da Universidade George Washington, descobriu que, entre os os asiáticos que viviam nos Estados Unidos, aqueles que seguiam uma dieta vegetariana apresentaram um número reduzido de fatores de risco para doenças cardiovasculares e metabólicas, como o diabetes. Além disso, essa população apresentava menores índices de massa corporal, de circunferência e quantidade de gordura abdominal, de colesterol e de açúcar no sangue em comparação com pessoas da mesma etnia que comiam carne regularmente.

Por sua vez, a Escola de Saúde Pública de TH Chan, da Universidade de Harvard, também nos EUA, apresentou uma análise da mudança no peso corporal de mais de 125 mil adultos que foram acompanhados por um período de quatro anos. Conforme os pesquisadores, os voluntários que comiam dietas baseadas em vegetais, ricas em grãos integrais, frutas e castanhas, estavam propensos a ter menor ganho de peso, enquanto um maior consumo de doces, grãos refinados e batatas fritas estava associado à obesidade e ao sobrepeso.

Já os cientistas da Universidade Tufts (EUA) avaliaram cerca de 30 mil americanos adultos. O resultado sugere que a qualidade dos alimentos à base de vegetais que compõem a dieta é mais importante do que a qualidade das proteínas animais. A escolha de bons ingredientes vegetarianos nas refeições diárias ajudou a diminuir o índice de mortalidade em 30%, enquanto a opção por carnes e demais produtos animais de qualidade tiveram pouco efeito sobre a chance de morrer. O efeito benéfico dos alimentos à base de plantas de alta qualidade foi ainda mais pronunciado entre as pessoas com condições crônicas de saúde, informam os pesquisadores na conferência Nutrition 2018.

Últimas notícias

Comentários