Publicidade

Estado de Minas MODA

Fibras naturais e tecidos leves são apostas para primavera-verão 2021

Marcas lançam coleções em linho, seda e algodão, elementos que trazem conforto e ajudam até em questões de saúde para quem veste


postado em 17/11/2020 00:04 / atualizado em 17/11/2020 00:08

Coleção aMar, de Eduardo Amarante em colaboração com a Lança Perfume(foto: Jacques Dequeker/Divulgação)
Coleção aMar, de Eduardo Amarante em colaboração com a Lança Perfume (foto: Jacques Dequeker/Divulgação)
Presença confirmada nos principais lançamentos de primavera / verão 2021, os tecidos de fibras naturais como linho, seda e algodão, por exemplo, além de conferirem mais saúde para quem usa, são puro conforto. A exemplo do último desfile da Prada na semana de moda de Milão, a proposta de realizar um retorno à essência, transcendendo as tendências e padrões do mercado, inspira uma moda mais sustentável.

Coleção da Jogê(foto: Jaime Pilnik/Divulgação)
Coleção da Jogê (foto: Jaime Pilnik/Divulgação)
Para entender a diferença entre os tecidos é preciso compreender sua fonte e composição. Ele tanto pode ser encontrado na natureza como pode ser produzido quimicamente com matérias primas naturais ou sintéticas. A opção pelo algodão, por exemplo, tem se tornado cada vez mais visível nas criações das coleções de empresas já reconhecidas pelo público, como a marca de lingeries Jogê, que já vem trabalhando com o material há alguns anos. "As linhas em algodão como a flower cotton, já estão no mercado há quase 20 anos e são as queridinhas de uma clientela fiel. Nossas peças são confeccionadas com o melhor material disponível no mercado e isso explica em parte a alta procura pelo produto. Uma confirmação da visão de que conforto e qualidade são o que há de mais sofisticado a oferecer para nossas clientes" afirma comenta Lorena Miranda, da loja da marca no BH Shopping.

A linha Comfy sugere mais saúde e conforto para o dia a dia, com lingeries de microfibra e forro 100 por cento algodão. Com toque aveludado e rápida absorção do suor, os modelos são adequados para as altas temperaturas do verão no país. A opção Cotton Milk tem modelagens mais básicas e é produzida também em algodão.

A ginecologista e Diretora administrativa da Sogimig - Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais, Thelma Figueiredo e Silva(foto: Divulgação)
A ginecologista e Diretora administrativa da Sogimig - Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais, Thelma Figueiredo e Silva (foto: Divulgação)
Segundo a ginecologista e Diretora administrativa da Sogimig - Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais, Thelma Figueiredo e Silva, a escolha do tecido pode estar relacionada ao surgimento de algumas patologias: "O uso de tecidos sintéticos, destaque para as calcinhas e cuecas de poliamido e elastano, estão muitas vezes relacionados ao surgimento da candidíase, micoses e foliculite por exemplo. O algodão é um tecido ideal para ser utilizado justamente por permitir a ventilação necessária para essa região do corpo".

Coleção da Alphorria(foto: Márcio Rodrigues/Divulgação)
Coleção da Alphorria (foto: Márcio Rodrigues/Divulgação)
A marca mineira Alphorria, também apostou nas fibras naturais e se inspirou na exaltação da fauna e flora nacionais para a criação da coleção Solos primavera / verão 2021. O tricoline de algodão liso e estampado, o linho, além da seda pura são a união perfeita entre a presença e elegância já reconhecidas no DNA Alphorria e o conforto e fluidez que o momento exige.

O período também tem influenciado reflexões importantes não só sobre o consumo, mas em relação a mensagem que as instituições querem passar. É o caso do estilista Eduardo Amarante que nomeou como aMar sua coleção em colaboração com a marca catarinense Lança Perfume. "Uma roupa deve levar alegria para quem veste. A opção por tecidos naturais, assim como cores e shapes cuidadosamente escolhidos, são uma maneira de levar carinho e um propósito maior de quem está por trás de cada criação. Saúde é também cuidado".

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade