Publicidade

Estado de Minas MINEIROS DE 2016

Nos bastidores do time

Com seu jeito carismático e conciliador, o ex-presidente do Conselho do Atlético inovou na gestão e conseguiu criar entre os conselheiros do clube ambiente de harmonia e união. Os resultados apareceram nos gramados, desde 2013


postado em 10/01/2017 15:32 / atualizado em 11/01/2017 15:20

Gestão


Emir Cadar

Nasceu em Belo Horizonte
76 anos
Casado, 1 filho
Engenheiro civil especializado em construção de rodovias. Foi presidente do Conselho Deliberativo do Clube Atlético Mineiro de 2010 a 2016

Quem gosta de futebol pôde acompanhar, nos últimos anos, uma reviravolta no Clube Atlético Mineiro. Depois de ter ganho a Copa Libertadores da América em 2013, o clube mudou de patamar e se transformou em um dos maiores vencedores do Brasil. De lá para cá, participou de todas as edições do torneio continental. E está garantido para o ano que vem. Entre os clubes brasileiros, só o São Paulo superou esse feito. O Galo venceu ainda a Copa do Brasil de 2014, a Recopa Sul-Americana de 2014, o Torneio da Flórida de 2016 e os Campeonatos Mineiros de 2012, 2013 e 2015. A guinada começou durante a presidência de Alexandre Kalil e continua sob a gestão de Daniel Nepomuceno. Mas uma figura dos bastidores foi essencial: o engenheiro Emir Cadar, presidente do Conselho Deliberativo entre 2010 e 2016.

Depois que o empresário do ramo de construção pesada foi eleito, os 450 conselheiros ganharam mais voz. "Democratizar o conselho era a principal aspiração dos membros", diz. Ao deixar o cargo, Emir foi homenageado com o Galo de Prata, concedido àqueles que ajudam a "engrandecer o nome do clube." A escultura fica em um espaço de destaque em seu escritório, no Lourdes. "Foi uma emoção muito grande receber a honraria máxima do clube que eu amo", diz. Ele confessa que só não chorou porque "não tem mais lágrimas". Emir perdeu uma filha com 13 anos, vítima de aneurisma cerebral. "As lágrimas que eu tinha, gastei com ela, chorando diariamente durante dois anos seguidos", relembra.

Merecem destaque também suas ações em relação à melhoria na estrutura e serviços do clube. Na gestão do empresário foi reformado o auditório do Conselho, em Lourdes, em investimento de 800 mil reais. Hoje, os conselheiros têm a possibilidade de comprar ingressos para partidas a preços promocionais e em locais reservados, sem precisar aguardar em filas. A Cidade do Galo, em Vespasiano, está liberada para visita. Foi dada ainda a prerrogativa aos conselheiros de indicarem jovens para treinarem nas categorias de base, po meio de inscrições e agendamentos prévios.

Emir é presidente do Centro Assistencial Alessandra Salum Cadar, que leva o nome de sua filha, morta em 1987. Depois de enxugar as lágrimas, ele tratou de ganhar força com o luto para praticar o bem. O centro, que ajuda crianças e idosos carentes, já chegou a atender 1.500 pessoas por mês. "Foi o jeito que eu e minha mulher achamos para diminuir a dor", diz. Ele ainda é cônsul da Síria em Minas Gerais desde 2013. Com o cargo, vem conseguindo ajudar imigrantes sírios que, fugidos da guerra, chegam em busca de emprego e melhores condições de vida. "Eles não pedem dinheiro, mas trabalho."

A sala de Emir está sempre aberta. "O grande segredo é trazer os colaboradores para o meu lado", diz. "Todos são valorizados, reconhecidos e gostam de mim." Uma estratégia que, sem dúvida, vem garantindo vitórias.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade