Comércio do bairro Serra está concentrado na rua do Ouro

Os estabelecimentos do local vão de escolas a bares movimentados

por Geisiane Martins 15/12/2017 17:37

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Violeta Andrada/Encontro
Salomão Jorge Filho, do Bar do Salomão: "A regra é clara: todo torcedor é bem-vindo, só não pode vir com camisa que não seja do Galo" (foto: Violeta Andrada/Encontro)
Quem mora no bairro Serra garante que não é preciso ir longe para achar tudo aquilo que procura, basta dar um pulinho na rua do Ouro. Pode ser exagero, mas o certo é que nos 2 km de extensão da via os moradores encontram lavanderia, escolas, clínica veterinária, padaria, drogaria, mercearia, supermercado, mecânica, bar, salão de beleza, clínicas, pizzaria e vários outros serviços. Boa parte dos estabelecimentos é velha conhecida dos vizinhos, a exemplo do Bar do Salomão, que há mais de 70 anos funciona no número 895. Há mais de 30 anos sob o comando de Salomão Jorge Filho, herdeiro do fundador, o local é conhecido como "Bar do Galo", apelido dado graças à decoração temática do time do coração da família, o Atlético Mineiro. E, apesar de todo esse amor, ele garante que rivalidade não entra em jogo por ali. "Nunca tivemos casos de briga", diz o proprietário. "A regra é clara: todo torcedor é bem-vindo, só não pode vir com camisa que não seja do Galo."

A fama é tanta que em 2013, quando o Atlético chegou à final da Copa Libertadores, quase 4 mil torcedores acompanharam a partida contra o Olímpia ali. "Foi emocionante, dava para sentir a vibração do lugar. E a alegria foi tanta que comemoramos do dia do jogo, uma quarta-feira, até o domingo", relembra Salomão. Somente no dia da partida foram vendidos mais de 6 mil latões de cerveja.

Violeta Andrada/Encontro
Berenice Diniz Matos Guimarães, do Casa da Serra Empório: "Ninguém vem ao Serra sem passar pela rua do Ouro. A visibilidade é ótima" (foto: Violeta Andrada/Encontro)
Outro ponto tradicional na rua do Ouro é o 1.517, onde há mais de 25 anos funciona o Casa da Serra Empório. A história do lugar vem desde a década de 1970, quando foi inaugurado na rua Trifania, também no bairro Serra. Anos depois, quando o locador do imóvel solicitou o espaço, a proprietária, Berenice Diniz Matos Guimarães, resolveu mudar-se para o imóvel próprio que é atual endereço do empório. Mas a trajetória não para por aí. Logo após a mudança, uma das clientes havia iniciado um negócio para produção caseira de produtos de bufê. Berenice, vendo as dificuldades de transporte, ofereceu sociedade dando vida ao Buffet Berenice Guimarães, que fica ao lado do empório e é responsável pela criação e produção de grande parte dos itens vendidos no local. "Colocamos tudo próximo não só para facilitar o transporte e a administração, mas também porque aqui é a rua principal do bairro", diz Berenice. "Ninguém vem ao Serra sem passar pela rua do Ouro. A visibilidade é ótima."

Mas a via não vive só de estabelecimentos tradicionais. Novidades também fazem sucesso por ali. Uma delas é a escola de inglês Say Ok! Inaugurada há cinco anos no número 1725, a escola já tem mais de 100 alunos, divididos em pequenas turmas de até oito crianças, de acordo com idade e nível de conhecimento. A proprietária e professora Daniela Tavares Pinto Coelho, que possui mais de 20 anos de experiência no ensino bilíngue, conta que observou a carência de escolas desse tipo na região. "A maioria dos pais tinha de se deslocar até outras regiões ou ao centro da cidade para que os filhos pudessem receber esse tipo de instrução", diz ela. Ela afirma que a proximidade com o Minas Tênis Clube II é um dos atrativos da rua. Funcionários da escola buscam e levam os alunos no clube, para facilitar a vida dos pais. "Não haveria localidade melhor", diz Daniela. "Estamos na rua mais conhecida da Serra, com acesso fácil aos demais bairros da região." Mais um ponto a favor da rua do Ouro.

Últimas notícias

Comentários