Publicidade

Estado de Minas CUIDADOS PET | POR NATHÁLIA MINZON

Tutores devem ficar atentos às coceiras dos animais

Quando os bichinhos estão se coçando demais, algo pode estar errado com a saúde deles


postado em 25/10/2021 08:37

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
Comida gostosa, água fresca, cochilos, brincadeiras, passeios e coçadinhas! Todas essas atividades fazem parte da rotina dos nossos pets, né? Assim como nós, humanos, eles também se coçam por incômodos rápidos, os famosos comichões.

Mas, como tudo na vida precisa de dosagem, por mais fofo que seja observar seu peludinho fazendo contorcionismo para esfregar as orelhinhas, se o coça-coça acontece com muita frequência algo pode estar errado.

Os principais sinais de que a coceira pode ser um problema são:

  • Grande frequência

  • Lesões

  • Feridas

  • Queda de pelos

  • Uso dos dentes para coçar

Esse problema pode ter diversas origens e somente o veterinário poderá diagnosticar e indicar o tratamento adequado. Nunca medique o seu pet por conta própria.

As causas mais comuns das coceiras são:

  • Presença de ectoparasitas: pulgas e carrapatos são um incômodo e a coceira vem de uma reação alérgica à saliva desses parasitas. Mas, cuidado, pois apesar de ser uma demanda comum, pode acarretar sérias doenças

  • Alergias: as alergias estão no topo da lista de motivos de idas ao veterinário. Elas podem ter origem alimentar, por contato com produtos químicos, ou até mesmo serem atópicas

  • Infecções: geralmente causadas por bactérias, fungos ou sarna

  • Transtornos psicológicos: conhecidas como estereotipias, as ações que levam o animal a fazer movimentos repetitivos podem estar relacionadas ao estresse e ansiedade.Em todos os casos citados acima cabe a máxima de que é melhor prevenir do que remediar

Portanto, seguem algumas dicas:

  • Agende banhos regulares para a manutenção da higiene do seu pet, sempre com profissionais qualificados e produtos certificados

  • Mantenha os anti-parasitários em dia

  • Deixe sempre o ambiente em que ele fica limpo, como casinha, cama, tapetes, etc

  • Compre apenas alimentos de qualidade

  • Tenha uma rotina de carinho, exercícios e brincadeiras

  • Faça visitas regulares ao médico veterinário. Os check-ups devem acontecer, em média, anualmente

Com essas orientações dá pra tirar aquela pulga atrás da orelha e dar um chega pra lá no coça-coça do seu peludinho.

Oferecimento:

Pimp My Pet
Endereço: av. do Contorno, 3987, Funcionários
Telefone: (31) 3267-7496 | (31) 99907-7496
Instagram@pimpmypetbrasil

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade