Publicidade

Estado de Minas PET

O que fazer se um cachorro tentar lhe atacar na rua?

Vídeo mostra cão atacando pessoas na China e levanta a dúvida sobre como agir neste caso. Especialista esclarece a questão


postado em 01/09/2016 12:13

Seja nas ruas ou mesmo em casa, qualquer pessoa pode estar sujeita ao ataque de um cão. Apesar de, historicamente, serem considerados grandes amigos dos seres humanos, às vezes ocorrem alterações de comportamento que levam o animal a tentar morder uma pessoa. No entanto, isso não acontece por acaso.

Um vídeo feito por uma câmera de segurança na província de Guizhou, na China, mostra um cachorro transtornado que ataca furiosamente ao menos 20 pessoas nas ruas. Infelizmente, após uam hora de perseguição ao animal, ele acabou morto pelos policiais chineses.

Assista, abaixo, ao incidente com o cão na China:



Segundo Augusto Lavinas, adestrador e consultor comportamental, existem diversos motivos que levam o cachorro a atacar. "O medo e a ansiedade são as principais causas para o cão tentar morder alguém. Se ele estiver doente ou sentindo dores, também pode ocorrer um ataque", explica o especialista. Muitas vezes, como mostra o adestrador, esses sentimentos podem surgir no cão a partir da atitude dos próprios donos, que costumam agir com truculência, seja retirando algo à força, seja gritando ou batendo no animal.

Geralmente, de acordo com Augusto Lavinas, antes de atacar, os cães apresentam diversos sinais que podem ajudar a "evitar o conflito". São os chamados "calming sinals" (sinais apaziguadores, em tradução livre). O adestrador esclarece que o ataque só acontece quando esses sinais não são respeitados pela pessoa que está próxima do cão.

O especialista ressalta ainda que "os primeiros sinais de desconforto apresentador por um cão são a lambida no focinho e o levantamento de uma das patas dianteiras. Ele também pode virar o rosto, evitando contato visual". Outros indicativos de que os cães estão tentando evitar um conflito são o rosnado e a exposição dos dentes, diz Lavinas. O consultor comportamental lembra que o fato de o cão balançar o rabo não é indicativo de que esteja feliz ou que deseja interação.

O que fazer num ataque?

"Qualquer ação pode estimular o cão a continuar mordendo, por isso, é melhor se manter protegido até que ele pare de atacar", explica Augusto Lavinas. Ele dá outras dicas de como agir nessa ocasião:

  • Ajoelhe-se

  • Proteja a cabeça e os braços

  • Não tente bater no cão

  • Caso o cão segure um dos membros com a boca, não tentar puxar

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade