Publicidade

Estado de Minas CELEBRIDADES

O 'hipster' da Federal Lucas Valença foi expulso da polícia?

Depois de fazer sucesso na internet e aparecer em programas de TV, o policial federal desmente boato de que teria sofrido retaliação


postado em 04/11/2016 12:45

Quem não ouviu falar do agente da Polícia Federal (PF) responsável pela prisão do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que causou frisson na internet e foi chamado de "hispter" e até "lenhador"? Pois é, depois de ganhar fama instantânea – sua conta no Instagram saiu de centenas de seguidores para quase 300 mil –, o policial federal Lucas Soares Dantas Valença, de 30 anos, foi convidado por programas de TV e acabou gerando o boato de que toda essa exposição teria lhe custado o cargo na PF.

"Lucas Valença não foi convidado para conceder entrevistas enquanto representante da Polícia Federal, mas sim, na condição de cidadão que possui interesse da sociedade. Valença não foi exonerado nem afastado do cargo, nenhuma notificação chegou ao agente. As férias de Lucas já estavam marcadas para novembro e, por conta do que aconteceu, ele pediu para antecipá-las para o dia 24 de outubro", diz a assessoria do agente por meio de nota enviada à imprensa. Aliás, Lucas faz questão de dizer que não está ganhando dinheiro com as aparições na televisão e que não contratou empresário.

"É inverdade que Valença esteja respondendo qualquer procedimento administrativo na PF, que tenha sido admoestado [advertido] por conta das entrevistas concedidas e que teria sido avisado de que estava violando o estatuto da profissão. Além disso, o agente não foi aconselhado a deixar de ir a programas de TV e conceder entrevistas", completa a nota da empresa que está fazendo assessoria voluntária para Lucas Valença.

O policial federal deixa claro que não desrespeitou nenhuma regra do código de conduta da PF. "E reforça todo o seu respeito para com a instituição Polícia Federal e, principalmente, em relação às investigações protagonizadas por profissionais, sempre protegidas pelo sigilo e confidencialidade".

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade