Governo da Áustria consegue desapropriar a casa onde nasceu Adolf Hitler

O imóvel, que fica na cidade de Braunau am Inn, serviu de lar para o ditador nazista por apenas três anos

por João Paulo Martins 15/12/2016 16:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Michael Kranewitter/Wikimedia/Reprodução
Esta residência, que fica na bucólica cidade de Braunau am Inn, na Áustria, é o local de nascimento do ditador nazista Adolf Hitler (foto: Michael Kranewitter/Wikimedia/Reprodução)
Depois de anos lutando para tomar posse da casa onde nasceu o ditador nazista Adolf Hitler, o governo da Áustria finalmente saiu vitorioso, depois que os parlamentares austríacos aprovaram o projeto de desapropriação do imóvel, que fica na rua Salzburger Vorstadt, nº 15, em Braunau am Inn. A intenção do governo em adquirir o prédio é impedir que o local vire um centro de peregrinação e adoração por parte dos admiradores do nazismo.

A proprietária do imóvel, Gerlinde Pommer, sempre rejeitou as propostas do governo de transformar o prédio numa instituição de caridade ou na sede de algum órgão público. Mesmo assim, desde 1972, a Áustria vinha alugando o espaço por 5 mil euros por mês, cerca de R$ 21 mil. Com isso, a casa já recebeu uma biblioteca, um banco e, até 2011,  um centro de atendimento para pessoas com deficiência. Agora, com a desapropriação da residência que viu o nascimento de Adolf Hitler, não se sabe o destino que será dado a ela. O certo é que Gerlinde Pommer receberá uma indenização pela desapropriação.

História

O líder nazista Adolf Hitler nasceu na casa de Braunau am Inn, que fica próximo à fronteira com a Alemanha, no dia 20 de abril de 1889. Ele viveu no imóvel por apenas três anos. Depois, sua família se mudou para Passau, no estado alemão da Baviera.

Na época da Segunda Guerra Mundial, a residência natal de Hitler foi adquirida por um oficial nazista, que transformou o local numa espécie de museu para os seguidores do regime fascista alemão. Com o fim do conflito mundial, a casa voltou para as mãos dos proprietários originais, a família Pommer.

Por não ser um centro de memória de Hitler, o imóvel não guarda nenhuma lembrança da época em que ele viveu por lá. A única coisa dentro do prédio que faz referência ao líder nazista é uma pedra de granito, retirada do campo de concentração de Mauthausen, e que foi colocada ali em 1989, no centenário de nascimento do ditador. Ela serve para lembrar as atrocidades cometidas por ele. Na pedra está gravada esta mensagem: "Pela paz, pela liberdade e pela democracia. Fascismo nunca mais. Milhões de mortos servem de advertência".

Últimas notícias

Comentários