Publicidade

Estado de Minas CIDADES

BH recebeu, pela primeira vez, uma ação do programa de reflorestamento da Copasa

A região da Pampulha foi agraciada com o plantio de cinco mil mudas do Cerrado e da Mata Atlântica


postado em 29/03/2017 13:25

Na sexta-feira, dia 24 de março, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da secretaria municipal de Meio Ambiente e em parceria com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), iniciou o plantio de cinco mil mudas de espécies nativas do Cerrado e da Mata Atlântica em uma área de 70 mil m² na Serra do bairro Engenho Nogueira, na região da Pampulha.

O plantio das mudas, que faz parte do programa Pró-Mananciais, da Copasa, contribuirá, a médio e longo prazo, para a recuperação de cursos d'água da bacia da Lagoa da Pampulha. O secretário de Meio Ambiente, Mário Werneck, comemora a parceria entre os órgãos municipal e estadual e lembra que é a primeira vez que Belo Horizonte recebe uma ação desse programa.

"O reflorestamento de uma área urbana que será propiciado por essa parceria com a Copasa vai ter como consequência a preservação do aquífero e também a melhoria da água da Pampulha. A secretaria de Meio Ambiente vai apoiar e fazer acontecer todos os projetos que tiverem o potencial de melhorar as condições ambientais da cidade", destaca o secretário.

A parceria entre a PBH e a Copasa é um dos desdobramentos do programa de Montes Verdes, que conquistou o 2º lugar no último prêmio Inovar BH. A proposta foi articulada e concebida por servidores da secretaria municipal de Meio Ambiente e de outros órgãos.

Um dos idealizadores do Montes Verdes, o engenheiro Wanderson Marinho de Abreu, explica que a iniciativa na Serra do Engenho Nogueira serve como piloto e pode ser replicada em outras regiões da capital mineira. "Pensamos em um instrumento que propiciasse o reflorestamento de áreas urbanas da cidade. Como benefício, o projeto traz a recuperação e a perenização dos córregos e nascentes das áreas que recebem o plantio das mudas", afirma o servidor público.

(com Ascom da PBH)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade