Os suplementos feitos para os homens são diferentes dos destinados às mulheres?

Especialista esclarece essa dúvida frequente dos consumidores

por Da redação com assessorias 07/04/2017 15:16

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Como mostra o nutricionista, não existe diferença entre suplementos feitos para homens dos que são direcionados às mulheres (foto: Pixabay)
O mercado de suplementos alimentares não para de crescer. Para se ter uma ideia, de acordo com dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Suplementos, de 2014 a 2016, em plena recessão econômica, o crescimento do setor no Brasil chegou a 12%. Como consequência, a busca pela suplementação também gera dúvidas nos consumidores, especialmente em relação ao produto ideal para cada necessidade. Além disso, muita gente não entende a distinção entre produtos feitos para homens e para mulheres.

Segundo o nutricionista esportivo Diogo Círico, da Growth Supplements, nem sempre a segmentação de público, especialmente entre feminino e masculino, é feita de forma coerente quando se trata de suplementos. "As diferenças na suplementação podem estar ligadas aos aspectos da rotina de vida, de treino, à dieta praticada e a outros fatores que diferenciam cada caso", diz o especialista, que lembra ainda que o sexo não é fator determinante para o nutricionista fazer uma indicação.

Diogo Círico ressalta que são constantes as novas opções de suplementos no mercado, o que pode deixar os consumidores indecisos na hora de escolher o produto ideal, especialmente quando são diferenciados pelo gênero. De acordo com o especialista, muitos suplementos que são vendidos exclusivamente para mulheres, por exemplo, não são diferentes dos produtos desenvolvidos para o público em geral. "Isso não passa de uma estratégia mercadológica criada para iludir os consumidores. Por isso, é preciso prestar muita atenção antes de pagar mais caro por um produto que não trará tanto diferencial", completa o nutricionista.

Afinal, existe diferença entre a suplementação para homens e mulheres? Segundo o especialista, não exite qualquer diferença. Diogo lembra que a suplementação deve ser inserida na rotina somente após o nutricionista analisar as características do indivíduo, estimar suas necessidades por nutrientes e, com base nisso, programar a dieta alimentar. Depois de verificar se a alimentação é capaz de ofertar os nutrientes essenciais para o organismo, o profissional avalia quais nutrientes adicionais podem ser interessantes de acordo com os objetivos e necessidades do indivíduo.

Últimas notícias

Comentários