Conhece a podopostura, novo método para tratar a coluna?

O método moderno usa palmilhas que cuidam de problemas específicos da postura

por Da redação com assessorias 14/11/2017 16:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Problemas de postura, que levam a dores e outras repercussões negativas no corpo, podem ser tratadas por meio de palmilhas, num método intitulado podopostura (foto: Pixabay)
Desde que começamos a andar, nossos pés sofrem alterações que facilitam a manutenção do equilíbrio. Eles regulam e coordenam a postura estática e dinâmica, alinhando nossa estrutura esquelética por meio de tendões, fascinas, articulações e músculos, passando pelo tornozelo, perna, joelhos, quadris, região lombar e cervicodorsal. Quando apresentamos desequilíbrio neste sistema postural, podem surgir dores, desconfortos, enrijecimentos, retrações e contraturas musculares, limitações nos movimentos e patologias de ordem postural.

Com base na biomecânica e neurofisiologia humana, surgiu um novo método de prevenção e tratamento destas alterações: a podoposturologia, técnica fisioterapêutica que reeduca e realinha a estrutura corporal, por meio de palmilhas posturais.

Segundo a fisioterapeuta Ana Gil, o paciente tem sua postura e movimentos funcionais avaliados de forma completa e detalhada para, depois, o profissional prescrever e confeccionar a palmilha específica. "O realinhamento postural se dá através da correção das alterações da pisada, contribuindo para uma melhor congruência dos demais seguimentos corporais, principalmente de membros inferiores e coluna", explica a especialista.

Para o tratamento ser ainda mais eficaz e duradouro, em muitos casos, "é recomendado o acompanhamento e tratamento com outros métodos e técnicas posturais, como o RPG e o Pilates", pontua a fisioterapeuta.

As palmilhas posturais são indicadas para diversas dores e patologias: alterações na pisada, pé cavo, pé plano (chato), esporão de calcâneo, joanete, diferença de comprimento de membros inferiores, joelho valgo, joelho varo, condropatias patelares (joelho), tendinites, desnível de bacia, pubalgias, dores na coluna lombar, torácica e cervical, hérnia de disco, artrose, artrite, entre outras. Se você sofre de alguma dessas afecções, vale a pena procurar um fisioterapeuta especializado para avaliar a sua possível necessidade de um tratamento de realinhamento postural com podoposturologia.

O método orienta o corpo para seu centro gravitacional correto, mudando o equilíbrio e ajustando os estímulos neurológicos para esta nova posição. "O paciente fica inicialmente, em torno de 30 dias com a nova palmilha, que deve ser usada de 10 a 12 horas por dia, e então retorna ao especialista para avaliar a evolução do tratamento. Nesse momento, já houve modificações profundas na planta dos pés e melhora em diversas reclamações e sintomas", afirma Ana Gil.

Últimas notícias

Comentários