Crianças que ficam muito tempo em frente ao computador têm cefaleia e podem adquirir miopia

Os pequenos não devem passar mais de duas horas olhando fixamente para as telas

por Da redação com assessorias 06/11/2017 09:01

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Os pais devem estar atentos para que as crianças não fiquem mais de duas horas seguidas em frente ao computador, o que pode gerar cefaleia e até miopia (foto: Pixabay)
Por incrível que pareça, grande parte das idas das crianças ao oftalmologista diz respeito a dores de cabeça constantes. De acordo com o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, em São Paulo, a boa notícia é que os problemas nos olhos só são responsáveis por 1% da cefaleia na infância. Ele esclarece que o problema, geralmente, resulta do estresse ocular provocado pelo esforço visual no uso de aparelhos eletrônicos, principalmente computador.

Para se ter uma ideia, o uso excessivo da tecnologia faz com que a incidência da dor de cabeça relacionada à visão salte de 1% para  30% na infância. É o que mostra um estudo feito por Leôncio Queiroz com 360 pacientes de 9 a 12 anos que chegavam a ficar seis horas ininterruptas na frente do computador, do videogame ou de outras tecnologias.

"É fácil identificar a cefaleia relacionada ao 'excesso de computador'", comenta o médico. Ele explica que, normalmente, o problema surge depois que a criança fica duas horas em frente à tela. A dor de cabeça, neste caso, é caracterizada por uma dor tensional nas têmporas e no pescoço. O oftalmologista lembra que os pais devem observar e orientar os pequenos para evitar as crises. Na maior parte das vezes, a dor desaparece com o descanso, ao olhar para longe por 15 ou 30 minutos a cada hora na frente do monitor – vale também fazer caminhadas pela casa. Se a cefaleia não desaparecer, a recomendação é consultar um especialista.

Risco de miopia

O estudo feito por Leôncio Queiroz mostrou também que o excesso de uso do computador pode estar relacionado ao aumento da miopia. Isso porque, o esforço visual prolongado para enxergar de perto levou ao surgimento de miopia em 21% das crianças atendidadas, contra a prevalência de 12% apontada pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia. O médico explica que, nas crianças, a visão está em desenvolvimento e a contração prolongada dos músculos ciliares para focar ao usar aparelhos eletrônicos inibe o relaxamento da musculatura e leva à miopia acomodativa. É diferente da miopia patológica em que o eixo da visão cresce. "Por isso, pode ser revertida com descanso dos olhos, mas pode se torna um mal permanente se a criança permanecer diariamente por mais de duas horas olhando para as telas eletrônicas", afirma o especialista.

Últimas notícias

Comentários