Publicidade

Estado de Minas BEM-ESTAR

Sabia que a celulite, como a que Anitta exibe no clipe Vai Malandra, possui diferentes níveis?

Especialista fala sobre esse problema comum nas mulheres e que tem tratamento


postado em 20/12/2017 08:35 / atualizado em 20/12/2017 09:00

Lançado na segunda, dia 18 de dezembro, o clipe da música Vai Malandra, da cantora Anitta, já está com mais de 23 milhões de visualizações no YouTube. Muito além do lado musical, o que vem chamando a atenção do público é a cena de abertura do vídeo, que traz um zoom no bumbum da artista, mostrando as imperfeiçõe que fazem parte da vida de inúmeras brasileiras. Em participação no programa Adnight, da Rede Globo, Anitta disse ao apresentador e humorista Marcelo Adnet que pediu à equipe de produção do clipe para não fazer retoques digitais. "Eu falei: 'Deixa a celulite aí'. Vou lá me preocupar com isso? Não precisa, não. Me entregaram uma edição 'limpinha' do clipe e eu disse que queria a 'sujinha'", comenta a cantora.

Confira, abaixo, o videoclipe recém lançado da funkeira carioca:

Na verdade, os famosos "furinhos" na pele, especialmente na região das nádegas, é algo comum e que afeta a maioria das mulheres – e alguns homens também. Segundo a esteticista e cosmetóloga Jéssica Pessoa, a celulite é uma desordem que não tem uma causa definida, e que gera alterações na arquitetura do tecido formando o aspecto celulítico. "Elas podem surgir por meio da retenção de líquido, fibrose do tecido conjuntivo, má circulação, células adiposas alargadas e acumulação tóxicas", esclarece a especialista.

Ainda de acordo com a esteticista, a celulite pode se apresentar em quatro diferentes níveis, sendo eles:

  • Grau 1: leve, caracterizado por ondulações não visíveis naturalmente, somente pela palpação

  • Grau 2: aspecto acolchoado, sendo ainda mais evidenciado com a palpação

  • Grau 3: ondulações visíveis nitidamente sem a necessidade de contrair ou palpar a região

  • Grau 4: caracterizado pelo grau 2 somado aos nódulos de gordura

Tratamentos

Jéssica Pessoa explica que existem vários tratamentos para minimizar os efeitos da celulite. Podem ser realizadas massagens manuais (drenagem linfática e modeladora), associadas à eletroterapia (ultrassom, radiofrequência e endermologia), e ativos cosméticos que atuam na atenuação do problema. "Os resultados esperados são a redução do grau da celulite e o remodelamento da região tratada. O tratamento pode ser intensificado sendo realizado até duas vezes na semana e garantindo um ótimo resultado", garante a especialista.

A cosmetóloga ressalta que a prevenção é a melhor opção para ficar livre das celulites. "Para evitar o aparecimento, deve-se realizar atividades físicas, cuidar da alimentação, reduzindo o consumo de sódio e açúcares, beber água e ter uma vida mais equilibrada", afirma.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade