Aumento da expectativa de vida serve de alerta para a osteoporose

É preciso manter uma dieta saudável, especialmente na terceira idade

por Da redação com assessorias 15/05/2018 09:43

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Com o maior envelhecimento da população, é preciso dar atenção à osteoporose, que surge devido à deficiência de cálcio na dieta (foto: Pixabay)
Um estudo realizado pela Fundação Internacional de Osteoporose (IOF, na sigla em inglês) mostra que, com a maior expectativa de vida da população, aumentou também a incidência de fraturas nos idosos. A estimativa é que o número de brasileiros com osteoporose deve crescer 32% até 2050. Uma das causas para esse crescimento é a baixa ingestão de cálcio. "Além do cálcio que contribui para a saúde dos ossos, os laticínios possuem uma grande quantidade de nutrientes, proteínas de alto valor biológico, peptídeos bioativos, essenciais para o bom funcionamento do organismo", explica a nutricionista Ana Paula Del'Arco, consultora da Associação Brasileira de Laticínios (Viva Lácteos).

No Brasil, a expectativa média de vida da população é de 74,6 anos, mas a tendência é que a idade suba nas próximas três décadas. Com essa perspectiva, é essencial que a alimentação seja adequada às mudanças no organismo, normais com o envelhecimento. Especialmente para evitar doenças como osteoporose e diabetes na terceira idade. A especialista lembra que os produtos lácteos são fundamentais para a dieta saudável e contribuem para o bem-estar dos idosos.

Os produtos derivados do leite se destacam pelo alto teor de proteínas, que contêm os aminoácidos indispensáveis para o corpo, ajudando na prevenção da sarcopenia (perda de massa muscular e força física com o avanço da idade). "Por ser fonte de cálcio, fósforo e magnésio, que contribuem para a manutenção da saúde óssea, ajudam na prevenção da osteoporose. O iogurte é ainda uma ótima fonte de probióticos que podem aumentar a sensibilidade à insulina e reduzir inflamações, ajudando na prevenção ao diabetes", esclarece Ana paula Del'Arco. Os laticínios fermentados também estão relacionados com qualidade da microbiota intestinal, que são os micro-organismos benéficos e que ajudam a evitar problemas metabólicos como o diabetes.

No caso das mulheres, o cuidado deve ser redobrado, já que a perda de massa óssea pode chegar a até 5% por ano durante a menopausa. Isso ocorre devido à redução do hormônio estrogênio – é preciso evitar a chamada osteoporose pós-menopausa.

"Na terceira idade, os lácteos são muito importantes na alimentação, tanto do ponto de vista nutricional, como pelo fato de dispensarem a mastigação, ajudando aqueles que têm problemas de dentição. Para quem tem disfagia, que é a dificuldade de engolir, a consistência pastosa do iogurte e do leite, quando batido com frutas e aveia, por exemplo, é excelente", afirma a nutricionista.

Últimas notícias

Comentários