Publicidade

Estado de Minas CURIOSIDADE

Cacho de uvas é vendido por R$ 36,3 mil no Japão

O produto participou de um leilão na cidade de Kanazawa e cada uva terminou avaliada em mais de R$ 1 mil


postado em 11/07/2016 15:19

Produtos raros e muito procurados costumam ter um valor agregado bem alto, como é o caso do caviar (ovas) de esturjão e da trufa branca (tipo de fungo). Mas, o que acha de um cacho de uvas ser arrematado num leilão por US$ 11 mil (cerca de R$ 36,3 mil)? Pois é, o curioso preço da fruta foi alcançado na cidade de Kanazawa, que fica na região de Chubnu, no centro do Japão.

O valioso cacho é composto por 30 uvas da variedade rubi romana, considerada ultradoce e muito apreciada pelos japoneses. Cada uma dessas frutas possui o tamanho parecido com o de uma bola de ping pong, pesando cerca de 20 g. Além disso, o grande diferencial do produto é seu teor de açúcar, que chega no mínimo a 18%. Vale lembrar que a variedade rubi romana foi introduzida no Japão em 2008 e são produzidas em Ishikawa, que também fica na região de Chubnu.

As frutas leiloadas em Kanazawa foram adquiridas por Takamaru Konishi, dono de supermercado e famoso comprador de frutas premium. Segundo contou à imprensa local, as uvas, que custam mai de R$ 1 mil cada, serão expostas na vitrine de sua loja e, em seguida, oferecidas gratuitamente a seus clientes mais prestigiados.

Esta não é a primeira vez em que frutas são vendidas por preços exorbitantes no Japão. Em 2015, uma melancia foi arrematada por mais de R$ 11 mil, enquanto dois exemplares de melões da variedade yubari, típica desse país oriental, terminaram um leilão avaliados em quase R$ 50 mil. Apesar de parecer loucura para os padrões brasileiros, leilões desse tipo são comuns no mercado japonês e costumam ser feitos para chamar a atenção da mídia e dos consumidores para os produtos especiais cultivados no país.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade