Cervejaria Backer conquista três medalhas no V Concurso Brasileiro da Cerveja

A empresa mineira abocanhou o ouro na categoria mais disputada, que é a de cervejas pilsen

por Da redação com assessorias 10/03/2017 10:29

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Francisco Dumont/Divulgação
O mestre cervejeiro da Backer, Sandro Duarte, ficou feliz pela conquista de três medalhas no V Concurso Brasileiro da Cerveja, especialmente o ouro na categoria pilsen (foto: Francisco Dumont/Divulgação)
Nem bem o ano começou e a cervejaria Backer conquistou, no V Concurso Brasileiro da Cerveja, em Blumenau (SC), três medalhas, com destaque para o ouro na categoria Lager Styles – Internacional – Style Pilsener, com a Backer Pilsen.

A cervejaria mineira conquistou ainda prata com a Backer 3 Lobos – Bravo na categoria Hybrid/Mixed – Wood and Barrel – Aged Strong Beer e bronze com a Backer Las Mafiosas Corleone, na categoria Ale Styles – Double Red Ale.

Este ano, o concurso contou com 61 jurados, sendo 29 estrangeiros, de 19 países, como Coreia do Sul, Panamá, Alemanha, Estados Unidos, Suécia e Polônia. Foram inscritos, ao todo, 2.034 rótulos de 332 cervejarias – 34 a mais que no ano passado. Esse é o segundo maior concurso do mundo e premiou 256 cervejas.

Para Sandro Duarte, mestre cervejeiro da Backer desde 2015, o ouro conquistado na categoria pilsen é muito especial. Segundo ele, esta é a mais concorrida, já que todas as cervejarias produzem esse estilo da bebida e, normalmente, também é o tipo de cerveja predominante das marcas. "É o carro-chefe de todas as cervejarias. Então, ser reconhecida como a melhor pilsen no concurso é realmente um privilégio que enaltece o trabalho realizado pela Backer. Outro detalhe é que a pilsen, além de ser a mais produzida, é também o estilo que impõe as maiores dificuldades. É uma bebida de baixa fermentação que não permite erros, pois qualquer defeito fica facilmente à mostra. Ou seja, é um produto muito delicado", comenta Sandro.

O bom resultado no concurso também estaria ligado ao investimento da cervejaria no controle de qualidade, de acordo com Hayan Khalil, um dos proprietários da Backer. Ele é o responsável pela aquisição dos ingredientes e das matérias-primas, acompanhamento de toda a produção e, também, em parceria com o mestre cervejeiro, pela criação de novas receitas para o portfolio da empresa.

Vale lembrar que em 2016, a Backer conquistou importantes prêmios nas Américas e na Europa. Ao todo, foram 20 prêmios em oito concursos.

Últimas notícias

Comentários