Qual a melhor forma de tirar os agrotóxicos das maçãs?

Estudo feito nos EUA descobriu o método mais eficiente para limpar a fruta

por Encontro Digital 26/10/2017 14:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
O simples ato de lavar a maçã debaixo da torneira não retira os agrotóxicos presentes na fruta. A melhor opção é deixá-la de molho por 15 minutos numa mistura de bicarbonato de sódio e água (foto: Pixabay)
Se você costuma apenas "lavar" as maçãs na água da torneira, saiba que existe um método simples e extremamente eficiente para remover os agrotóxicos normalmente presentes na fruta.

Em estudo publicado no dia 25 de outubro deste ano no periódico científico Journal of Agricultural and Food Chemistry, pesquisadores da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, aplicaram altas doses de dois pesticidas comuns – o fungicida tiabendazol e o inseticida phosmet – em maçãs orgânicas do tipo gala. Após 24 horas de ação dos venenos, os cientistas testaram três diferentes métodos de lavagem: água pura da torneira; mistura de água e 1% de bicarbonato de sódio; e solução de água com cloro, similar à utilizada por produtos que são vendidos em supermercados, para higienização de frutas, legumes e verduras.

O nível de agrotóxico foi monitorado após cada método de limpeza das maçãs. A solução de bicarbonato de sódio com água se mostrou superior aos demais métodos após dois minutos de limpeza, e novamente após oito minutos. Quando a lavagem durou até 15 minutos, a fórmula "vencedora" chegou a remover praticamente todos os pesticidas externos, bem como alguns que começaram a penetrar no fruto. Deixar de molho por longo período com bicarbonato e água eliminou 80% do tiabendazol e 96% do phosmet.

"Se a lavagem feita pela indústria [com cloro] é considerada eficaz, então não precisamos nos preocupar com a limpeza em casa, certo? Errado. Verificamos que a lavagem no nível industrial não é efetiva", diz o cientista de alimentos Lili He, da Universidade de Massachusetts e autor do estudo, em entrevista para o site da revista americana Time. "Em casa, a maneira mais simples de lavar é com a água da torneira, mas também descobrimos isso não é tão eficaz. Para reduzir a exposição aos pesticidas, sugerimos adicionar um pouco de bicarbonato de sódio", completa o pesquisador.

Embora muitas pessoas não tenham paciência de esperar que as maçãs fiquem 15 minutos de molho na solução de água com 1% de bicarbonato de sódio, Lili He comenta que o simples fato de usar um pouco do composto químico na lavagem da fruta "é melhor do que nada" – ainda mais se o produto vier pré-lavado no supermercado. Além disso, o cientista americano lembra que descascar a maçã ajuda bastante, mas retira da fruta nutrientes essenciais, como fibras, vitaminas e minerais.

Últimas notícias

Comentários