Gastronomia variada é um dos atrativos do bairro Buritis

Os bares e restaurantes da região garantem o clima de cidade do interior

por Geórgea Choucair 29/03/2018 14:18

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Violeta Andrada/Encontro
Vinícius Ferreira, dono do Boi Werneck e Boi Zé, especializados em carne: "Os clientes daqui são exigentes e estão sempre em busca de inovação e itens diferentes, além de bom atendimento" (foto: Violeta Andrada/Encontro)
Eles foram chegando pouco a pouco. Os primeiros a abrirem as portas no Buritis foram os restaurantes de comida mineira, de buteco, churrasco e espetinhos. Hoje, a gastronomia é variada e para todos os tipos de gostos e públicos. Vai de pizzaria, hamburgueria e sorveteria a cardápio internacional, de comida japonesa, mexicana e italiana. A diversidade de casas com sabores de alta qualidade proporciona comodidade aos moradores da região: eles não precisam sair de lá para fazer refeições ou mesmo se divertir nos momentos de happy hour.

Mas essa fidelidade não deixa os empresários do ramo acomodados. "Os clientes daqui são exigentes e estão sempre em busca de inovação e itens diferentes, além de bom atendimento", afirma Vinícius Ferreira, proprietário do Boi Werneck e do Boi Zé, ambos especializados em carne. O Boi Zé, inaugurado em 2007, tem ambiente mais informal, para público jovem. Depois de montar o bar no bairro, Vinícius decidiu ir morar lá. "E comecei a perceber a carência de espaços para famílias, com crianças", diz. Daí nasceu o Boi Werneck, que tem ambiente mais amplo, com espaço kids e acompanhamento de monitores. As especialidades de cada uma das casas de Vinícius são famosas no bairro. No Boi Zé, a picanha maturada com mandioca, farofa e vinagrete é o maior chamativo. Já no Werneck o carro-chefe é a picanha bovina, suína e filé ao alho intercalados com bacon, pimentão, tomate e cebola assada. O tempero agrada. Vinícius costuma receber por semana cerca de 1,5 mil clientes em cada um dos restaurantes. "Aqui é um bairro tranquilo, que remete ao clima de interior. O pessoal anda a pé e conhece os donos do comércio pelo nome", afirma.

Violeta Andrada/Encontro
Cleisson Augusto de Oliveira (à esq.) com o irmão Ângelo e a mãe Solange, do Chalé da Mata: o pequeno estabelecimento aberto para atender os funcionários da Mendes Júnior é hoje ícone da comida mineira no bairro (foto: Violeta Andrada/Encontro)
E não é possível falar da história e gastronomia do Buritis sem citar o Chalé da Mata, especializado em comida mineira. Ele foi aberto em 1976, como Bar do Chico, espaço que vendia salgados e comida mais simples, para os funcionários da construtora Mendes Júnior. O dono, Francisco Rodrigues, era projetista da empresa e montou o negócio para atender os funcionários, que não tinham lugar para fazer as suas refeições. O pequeno estabelecimento foi aberto com a mulher, Solange de Oliveira Rodrigues. Logo em seguida o casal mudou-se para o bairro. "Nós morávamos nos fundos do restaurante", lembra Cleisson Augusto de Oliveira, que hoje administra o Chalé da Mata com a mãe e o irmão Ângelo de Oliveira Rodrigues. "Mas eu já ajudava a servir os clientes desde os 10 anos de idade."

Cleisson nasceu e foi criado no Buritis, onde mora hoje com a mulher e os dois filhos.  Aliás, essa é uma característica dos comerciantes do bairro: muitos moram por lá. "Gosto daqui, é uma cidade. Encontramos de tudo", diz Cleisson. O Chalé da Mata fica aberto todos os dias do ano, com serviço self-service e à la carte. Entre os sucessos do cardápio, que tem mais de 40 pratos, estão o frango ao molho pardo, galinhada e bife à parmegiana. O restaurante recebe mais de 400 clientes ao dia. Aos sábados e domingos, o público supera 700 pessoas. Além dos moradores da região, eles costumam receber clientela de várias partes da cidade.

Ronaldo Dolabella/Encontro
Lucas Lacerda, dono do J-San e J-Pub: "Aqui tem uma densidade demográfica e potencial econômico grandes. O perfil dos moradores se encaixa perfeitamente com a nossa proposta" (foto: Ronaldo Dolabella/Encontro)
Um sanduíche mais leve, preparado com pão especial e sem o miolo, é o diferencial que conquistou os consumidores do Long Burguer, na avenida Professor Mário Werneck. São cerca de 25 variedades de sanduíches, vendidos em pão prensado e enrolados em papel-alumínio dentro de uma caixinha. A hamburgueria, aberta há oito anos em uma loja de 20 m2, atendia a clientela apenas em mesinhas no passeio. Hoje, o espaço está cinco vezes maior, com área interna e deck na parte externa. "A avenida Professor Mário Werneck virou área gourmet, com especialidades diversas. Acompanhei o crescimento do ponto", afirma Mário Anselmo Passos da Fonseca, proprietário do estabelecimento. O seu negócio fica aberto 363 dias do ano. Fecha na véspera do Natal e no dia 1º de janeiro. Sucesso da casa, o Prime Burguer tem como recheio carne cozida desfiada, hambúrguer de picanha, cebola, bacon, ovo, presunto e batata palha. Só desse sabor, são mais de 800 sanduíches preparados por mês pela Long Burguer.

Violeta Andrada/Encontro
A hamburgueria Long Burguer tem como diferencial o pão prensado vendido sem miolo: "A avenida Professor Mário Werneck virou área gourmet. Acompanhei o crescimento do ponto", afirma o proprietário Mário Anselmo Passos da Fonseca (foto: Violeta Andrada/Encontro)
Outro ponto de encontro famoso na região é o Sushi Bar J-San, inaugurado em 2014. Lá, o grande diferencial é o Menu Confiança, em que o sushiman cria pratos personalizados para a clientela, que dá dicas de peças e ingredientes preferidos. "A nossa ideia é surpreeender", afirma Lucas Lacerda, proprietário do restaurante, aberto depois que ele virou morador do bairro. "Aqui tem uma densidade demográfica e potencial econômico grandes. O perfil dos moradores se encaixa com a nossa proposta", diz Lucas. Logo ao lado ele tem também o J-Pub, inaugurado um ano depois e que serve petiços da cozinha mineira, como carne de panela, torresmo, picanha na chapa, batata frita e frango com catupiry. "Um restaurante acaba complementando o outro", afirma o dono, que mora a dois quarteirões dos restaurantes. "Vivo o bairro intensamente e não saio daqui para praticamente nada." E agradece a fidelidade da clientela, que o conhece pelo nome. Bem, pelo nome que inventaram para ele. "Todo mundo só me conhece como Lucas J-San", afirma. Como bom comerciante que é, esse foi o nome adotado nas redes sociais. Uma simpática forma de homenagear a clientela, que depois que desce a avenida José Rodrigues Pereira, uma das que dão acesso ao bairro, entra em casa e só quer sair pela redondeza mesmo.

Bares e restaurantes que deixam os vizinhos com água na boca

ALLEGRO TÁVOLA - Italiano
Av. Professor Mário Werneck, 1.491, Buritis, (31) 3377-3629

BOI WERNECK - Carnes
Av. Professor Mário Werneck, 678, Buritis, (31) 3889-3737

BOI ZÉ - Carnes
Av. Engenheiro Carlos Goulart, 167, Buritis, (31) 3378-0250

CAÇAPA'S SUL - Bar com sinuca
R. José Rodrigues Pereira, 640, 2º andar, Buritis, (31) 3378-3723

CHALÉ DA MATA - Comida mineira
Av. Engenheiro Carlos Goulart, 1.123, Buritis, (31) 3378-7272

HASHI - Comida japonesa e chinesa
R. Walter Guimarães Figueiredo, 247, Buritis, (31) 2552-5233

J-SAN JAPA LOUNGE - Sushi lounge
Av. Aggeo Pio Sobrinho, 450, loja 3, Buritis, (31) 3879-5363

J-PUB - Comida de buteco
Av. Aggeo Pio Sobrinho, 450, loja 4, Buritis, (31) 3879-5363

KINOKO - Japonês
R. José Rodrigues Pereira, 1.274, Buritis, (31) 2535-2550

LONG  BURGER - Hamburgueria
Av. Professor Mário Werneck, 2.971, Buritis, (31) 3245-8227/8207

OYAJI - Japonês
Av. Professor Mário Werneck, 2.963, Buritis, (31) 3378-5657.

PARATELLA - Italiano
Av. Aggeo Pio Sobrinho, 420, Buritis, (31) 3654-2001.

PIU BRAZILIANO - Italiano
Av. Mário Werneck, 1.441, Buritis, (31) 2526-8283

PIZZA PLAZA - Pizzaria
Av. Professor Mário Werneck, 2.700, Buritis, (31) 3378-7772

RANCHO FUNDO - Comida mineira
Av. Professor Mário Werneck, 1.160, Buritis, (31) 3378-7300

RÚSTICO CERVEJARIA - Variado
Rua Henrique Badaró Portugal, 157, (31) 3024-1993

ZÉ PILEQUE - Comida de buteco
Av. Professor Mário Werneck, 3.383, Buritis, (31) 3234-3186

Últimas notícias

Comentários