Especialista cita os alimentos que trazem ou não felicidade

A dieta pode interferir no humor e na saúde das pessoas

por João Paulo Martins 17/07/2018 13:48

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
De acordo com a nutricionista e escritora catalã Neus Elcacho, a pizza, apesar de tão amada no mundo, é um dos alimentos que não estão associados à felicidade (foto: Pixabay)
Existe uma relação estreita entre o que comemos e o estado de espírito que temos, de modo que uma alimentação saudável é refletida em nossa felicidade. De acordo com a nutricionista catalã Neus Elcacho, tudo o que você faz, pensa e come durante o dia o afasta ou lhe traz felicidade. A especialista é autora do livro A Dieta das Emoções, lançado em março deste ano.

"Toda vez que temos necessidade de comer uma série de alimentos em particular, como os ricos em gordura e açúcar e os ultraprocessados, que não nos trazem nada de bom, estamos tristes ou irritados. Isto está se tornando um problema porque colocar tentar obter prazer ou distração por meio dos alimentos não ajuda em nada a nossa saúde, nem fisicamente nem emocionalmente. Emoções são parte do funcionamento do nosso corpo e, se comermos de forma ruim, teremos consequências futuras", comenta Neus Elcacho em entrevista para o portal espanhol de notícias Sipse.

A nutricionista, que também é coaching nutricional, aconselha as pessoas a seguirem uma dieta que nos dê os nutrientes essenciais para o corpo funcionar de forma correta. Da mesma forma, Elcacho sugere seguir uma rotina alimentar consciente, responsável com a terra, levando em conta como os alimentos são produzidos, incluindo a região em que estão inseridos. Além disso, ela lembra que "você sabe o que come de acordo com os rótulos".

A especialista da Catalunha (região autônoma da Espanha) acredita que, para manter a felicidade constante, é preciso seguir uma dieta "muito digestiva", já que a digestão é "a base de todos os nossos problemas", sendo o momento em que são absorvidas as toxinas e os nutrientes de que precisamos. "Nas últimas décadas, tem se falado que os intestinos são o 'segundo cérebro'. Temos muitos neurotransmissores e hormônios em nossos intestinos, então, quanto mais limpo e operacional els forem, tudo será melhor", alerta Neus Elcacho ao Sipse.

Ela lembra que nossa felicidade não é afetada apenas por uma série de alimentos, mas também por uma série de fatos que acontecem no cotidiano. Ainda assim, é preciso saber quais os produtos que fornecem ao corpo tudo o que precisa para trabalhar de forma "equilibrada". Na opinião da nutricionista, independente do momento, a comida é um fator essencial para o surgimento ou prevenção de doenças e para obtenção da felicidade.

Abaixo, a especialista cita os melhores alimentos para quem quer ser feliz:

  • Cacau puro e fava de baunilha (sem açúcar)

  • Pão de qualidade, que leva apenas farinha de trigo integral, fermento, óleo e sal

  • Sementes, como linhaça

  • Nozes e castanhas

  • Legumes, frutas e brotos

  • Alimentos com ômega-3: sementes de chia, linho e peixes de águas frias, como salmão, sardinha e anchova

  • Ovos orgânicos

  • Carne de qualidade

  • Azeite de oliva e abacate

  • Água: neste caso, conforme Elcacho, ela não é um alimento, mas uma desidratação pode causar dor de cabeça, mal humor e desconcentração

Da mesma forma, a nutricionista cita alimentos nocivos para a felicidade:

  • Produtos ricos em açúcar, como bolos, sucos, bebidas gasosas, biscoitos, muffins e chocolate convencional

  • Tudo que contém óleo de palma refinado ou gordura trans (vegetal hidrogenada)

  • Cereais matinais ou massas e arroz refinados (que não sejam integrais)

  • Alimentos processados %u200B%u200Bcom adição de frutose, melaço, xarope de milho, sorbitol, maltitol e xilitol

  • Bebidas com álcool

  • Pizza tradicional

  • Salsichas e embutidos

  • Hambúrgueres de redes de fast food

  • Excesso de sal

  • Comidas que usam glutamato monossódico

Últimas notícias

Comentários