Publicidade

Estado de Minas INTOLERâNCIA

Construção da embaixada da Palestina em Brasília gera polêmica no Facebook

Vídeo que está circulando na rede social mostra um homem difamando a religião islâmica e associando a representação diplomática à prática terrorista


postado em 04/09/2015 16:19 / atualizado em 04/09/2015 16:44

A construção da embaixada da Palestina em Brasília não tem sido bem digerida por parte da população brasileira. Um vídeo circula no Facebook e alega que o edifício servirá como base para imigração terrorista e armazenamento de armas. "Logo vocês vão sentir as bombas de Alá nas igrejas e os tiros de metralhadora AK-47 matando cristãos", diz o homem que aparece na filmagem, e que faz as acusações contra a representação diplomática.

O Brasil foi o primeiro país sul-americano a reconhecer o estado palestino como independente. Depois, Argentina, Uruguai, Bolívia e Equador fizeram o mesmo. Porém, Israel diz que a medida é seriamente prejudicial ao processo de paz no Oriente Médio.

A reportagem entrou em contato com a sede da Autoridade Palestina no Brasil, e a secretaria do órgão informou que o embaixador Ibrahim Al zeben não vai se pronunciar sobre as acusações e ofensas contra a construção da sede da instituição.

Veja a perspectiva de como deve ficar o prédio da representação diplomática da Palestina em Brasília. Existe uma grande semelhança com as mesquitas típicas dos muçulmanos(foto: Divulgação)
Veja a perspectiva de como deve ficar o prédio da representação diplomática da Palestina em Brasília. Existe uma grande semelhança com as mesquitas típicas dos muçulmanos (foto: Divulgação)


Intolerância

Segundo o professor Danny Zahreddine, do curso de Relações Internacionais da PUC Minas, a rejeição aos palestinos é um problema político que se reflete em intolerância religiosa. "Comentários difamadores são colocados por pessoas favoráveis a Israel. Isso demonstra um desconhecimento total da história. Associar o islamismo ao terrorismo é algo conflitante. O Estado Islâmico [Isis, em inglês] não representa o Hamas [organização que governa a Palestina]", diz o especialista.

Ainda conforme Zahreddine, o brasileiro que fez a filmagem em Brasília não demonstra uma postura negativa em relação aos povos árabes, mas sim, uma aversão aos termos "muçulmano" e "islamismo", por falta de conhecimento.

Assista abaixo ao vídeo de intolerância religiosa que está gerando polêmica no Facebook:

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade