Pesquisa mostra que consumo moderado de álcool ajuda no controle do colesterol

Uma dose diária de álcool para mulheres ou duas para os homens podem reduzir o desgaste do HDL, o 'bom colesterol'

por João Paulo Martins 24/11/2016 09:33

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Pesquisadores americanos descobriram que o consumo diário de pouca quantidade de álcool ajuda na diminuição do ritmo de degradação do HDL ("bom colesterol") no organismo (foto: Pixabay)
Para quem gosta de bebidas alcoólicas, um estudo realizado pela Universidade do Estado da Pensilvânia e divulgado no evento científico American Heart Association's Scientific Sessions 2016 aponta que o consumo leve de álcool pode contribuir para a redução no declínio da lipoproteína de alta densidade (HDL, na sigla em inglês), também chamada de "bom colesterol". Essa substância é importante por ajudar o sistema cardiovascular a eliminar o LDL, o "colesterol ruim".

O estudo analisou o hábito de consumo de bebidas alcoólicas de 80 mil chineses adultos por um período de seis anos. Os participantes foram agrupados de acordo com o nível de álcool que ingeriam diariamente. Aqueles que faziam uso moderado da substância, ou seja, uma dose por dia para mulheres e duas para os homens, tiveram queda no nível de HDL ao longo do tempo, mas essa redução foi mais lenta do que aqueles que não ingeriam álcool ou dos que abusavam de bebidas.

Na verdade, os voluntários que bebiam em excesso tiveram o "benefício" do álcool praticamente eliminado. Além disso, o tipo de bebida influenciou o resultado. Para conseguir amenizar o declínio do HDL, a cerveja se mostrou mais eficiente, desde que ingerida em pequenas doses. Em relação às bebidas destiladas, o efeito só foi alcançado por aqueles que ingeriam pouquíssima quantidade, ou seja, até menos de meia dose para mulheres e menos de uma dose para os homens.

Infelizmente, os pesquisadores americanos não avaliaram se o consumo de vinho também possibilita esses benefícios, além dos já oferecidos por essa famosa bebida. Os cientistas salientam que é preciso aprofundar os estudos, avaliando os hábitos de outras populações.

Apesar da boa notícia gerada pelo estudo, a Associação Americana do Coração alerta os interessados em iniciar o consumo moderado de álcool a consultarem um médico antes de beber.

Últimas notícias

Comentários