Criação de mini animais faz sucesso no Brasil

Mini vacas, mini pôneis e até mini coelhos são opções de pet até para quem vive em apartamento

por Geórgea Choucair 17/04/2018 08:47

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/Mini Fazenda Reino Encantado/Reprodução
A Mini Fazenda Reino Encantado, em Minas Gerais, é referência na criação de miniaturas de pôneis, bovinos, caprinos, porcos, lhamas, ovelhas, coelhos, burros, jumentos e galinhas (foto: Facebook/Mini Fazenda Reino Encantado/Reprodução)
Eles são pequeninos, dóceis e graciosos. E estão se tornando grandes amigos não só de crianças como também de adultos que moram em cidades, chácaras e sítios. Os animais em versão miniatura ganham força nas criações das fazendas e estão sendo comercializados para um público que mora em áreas menores, busca fácil manejo e custo mais baixo de manutenção. No lugar do cachorro ou do gato, tem muita gente preferindo ter um mini coelho ou até mesmo uma mini galinha ou um mini porco.

Os animais de pequeno porte nas fazendas são obtidos por meio do cruzamento de bichos cada vez menores até ir chegando a crias bem pequenas. Na cidade de Alfenas, sul de Minas Gerais, a Mini Fazenda Reino Encantado é referência na adaptação de grandes espécies e tem, hoje, cerca de 300 pequeninos animais, que estão entre os menores do Brasil. São mini pôneis, mini bovinos, mini caprinos, mini porcos, mini lhamas, mini ovelhas, mini coelhos, mini burros, mini jumentos e mini galinhas com cores variadas, que vão desde o preto ao totalmente pintado.

"Eles são dóceis e precisam de pouco espaço, além de terem fácil manejo e custo de criação menor do que o de um cachorro", afirma Mateus Ferreira de Oliveira, sócio-proprietário da Reino Encantando, fundada no ano 2000. A fazenda foi idealizada por seu pai, o empresário mineiro  Antônio Carlos Rocha, apaixonado por animais. O negócio nasceu depois que o empresário deu de presente para os filhos um mini-pônei – isto mudou o rumo de atividade de toda a família. Hoje, a Reino Encantado vende os pequenos bichinhos para todo o Brasil, não só para pessoas que desejam um animal de estimação, como também para aquelas que querem ornamentar os sítios e fazendas com os mini animais.
Facebook/Mini Fazenda Reino Encantado/Reprodução
(foto: Facebook/Mini Fazenda Reino Encantado/Reprodução)

Segundo Mateus Oliveira, dependendo do tamanho, podem viver até mesmo em apartamento, como é o caso dos mini porcos e mini cabras. Algumas pessoas já compraram mini pôneis para serem criados em cobertura. Mas, independentemente do local de criação do animal, o fazendeiro alerta que é preciso ficar atento aos cuidados com alimentação, banhos, visitas ao veterinário e vermifugação. Estes cudiados são passados pelos donos das propriedades rurais aos clientes.

Preço de pet

Na Fazenda Água Azul, em Dois Córregos, no interior de São Paulo, a criação de mini cavalos começou com o desejo do proprietário, José Éden Matosinhos, de agradar aos três filhos. O primeiro mini cavalo da fazenda, comprado há 20 anos, foi inspiração para o negócio. Hoje, a Água Azul cria e vende mini cavalos e mini vacas. "A pessoa que compra acaba criando também", diz o fazendeiro. Os bichinhos chegam a medir de 80 cm a um metro. O valor dos mini cavalos e mini vacas varia de R$ 3 mil a R$ 5 mil, mas os reprodutores podem custar até R$ 50 mil.

Apesar do porte pequeno dos animais, José Éden afirma que eles são rústicos, podem ser criados em pasto normal e dificilmente adoecem. O tempo médio de vida é comparado ao de uma espécie de tamanho normal, ou seja, varia de 20 a 25 anos. As vaquinhas, apesar de terem tamanho reduzido, são ótimas produtoras de leite. Algumas podem dar até 10 l por dia.
Facebook/Mini Fazenda Reino Encantado/Reprodução
(foto: Facebook/Mini Fazenda Reino Encantado/Reprodução)

Quem também é apaixonado pelos mini animais é o produtor rural Sérgio Vitoretti, proprietário do Sítio Brasil, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. "Sempre gostei muito de bichos e vi que, no meu estado, ninguém trabalhava com miniaturas. Era um filão de mercado", comenta o fazendeiro. O Sítio Brasil é especializado em mini coelhos para corte e pet, com tamanhos que variam de 25 cm a 35 cm. Hoje, a fazenda possui 250 animais que representam 70% do faturamento da propriedade. Vitoretti  conta que o coelhinho é muito procurado para servir de pet para crianças que moram em apartamento. "Mas, precisa de gaiolas para ter bom comportamento e ser dócil. Se ficar solto, não funciona", orienta o produtor rural.

A procura pelos orelhudos em versão miniatura tem crescido em torno de 22% ao ano na Sítio Brasil. "É um animal que interage muito e que tem baixo custo", diz Sérgio Vitoretti. O custo do coelhinho com gaiola e ração sai por cerca de R$ 400. A manutenção mensal (alimento e palha) gira em torno de R$ 30. O tempo de vida médio do coelhinho é de oito anos.
Facebook/Mini Fazenda Reino Encantado/Reprodução
(foto: Facebook/Mini Fazenda Reino Encantado/Reprodução)

Últimas notícias

Comentários