Você sabe temperar corretamente a carne do churrasco?

Especialista dá dicas para quem não é um 'mestre churrasqueiro'

por Da redação com assessorias 13/09/2017 09:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Como explica o especialista, não existe segredo na hora de preparar um bom churrasco. Porém, é preciso cuidado na hora de temperar as carnes (foto: Pixabay)
Quem não gosta de comer um bom churrasco? Pois é, apesar de parecer uma tarefa simples, o churrasqueiro deve ter atenção a vários detalhes, desde o tipo da carne a ser usada até o tempo certo na grelha. Mas, uma das principais dúvidas para quem resolve "enfrentar" a churrasqueira fica por conta do tempero, especialmente do uso do sal.

De acordo com o mestre churrasqueiro Gerson Almeida, do Clube da Carne, não existe uma "maneira correta" de fazer churrasco, mas sim, a forma que mais agrada quem vai consumir a carne, ainda mais quando o assunto são os temperos. "O tempero que agrada a sua família é o certo. É o segredinho daquela erva que a nossa avó colocava e que dava o sabor especial. Mas, é claro que existem alguns pequenos cuidados, que devem ser respeitados para não 'passarmos' do ponto no tempero", comenta o especialista.

O mestre churrasqueiro afirma que não existem uma ordem certa para salgar a carne. Todavia, se a pessoa optar por temperar o churrasco após ele sair da grelha, por exemplo, é preciso lembrar que haverá menor retenção de sal, já que a absorção diminui muito quando a carne já está "selada".

No Brasil, é mais comum a utilização do sal grosso na hora de temperar. A diferença dele para o sal fino está no tamanho das partículas e na sua absorção: quanto menor a partícula, maior o cuidado na hora de salgar a carne, já que ela derrete mais facilmente e pode temperar demais se colocada em excesso. "Muito cuidado ao usar sal grosso. Ele deve ser colocado instantes antes de levar a carne ao fogo, caso contrário, irá desidratar o corte e deixá-lo muito salgado", diz Gerson Almeida.

Uma dica do especialista é a utilização do sal parrilla (entrefino), um meio termo entre o grosso e o fino, muito utilizado em países como Argentina e Uruguai. Além disso, deve-se ter atenção às fibras da carne. Quanto mais abertas elas forem, mais gordura haverá no meio delas. Neste caso, o mestre churrasqueiro indica o uso de sais mais grossos, para que a carne não fique salgada demais. "O bife de chorizo, por exemplo, possui o grupo muscular mais fechado podendo ser utilizado o sal entrefino", comenta Gerson.

Além do sal, outros temperos contribuem para o churrasco perfeito. "O uso do limão junto com o sal, por exemplo, dá um sabor especial às carnes suínas e aves. As ervas frescas vão muito bem com alguns cortes e podem realçar o sabor, com destaque para salsinha, cebolinha, tomilho, alecrim, manjericão e manjerona", sugere o especialista.

Últimas notícias

Comentários