Jogos de futebol transformam BH numa subsede das Olimpíadas

O estádio do Mineirão, na Pampulha, vai receber 10 partidas de futebol. Prefeitura da capital diz que os impactos dos Jogos serão mínimos para a população

por Rafael Campos 15/07/2016 14:05

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Sebe/Divulgação
Mineirão, na Pampulha: estádio será palco de 10 partidas nas Olimpíadas (foto: Sebe/Divulgação)
Os esperados Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro começam oficialmente no dia 5 de agosto. Já neste mês de julho, contudo, as cidades-sede sentirão o clima do maior evento esportivo do planeta, com a chegada dos atletas. Anfitriões das últimas Olimpíadas, em 2012, os britânicos escolheram Belo Horizonte como sede de preparação antes de embarcar para a Cidade Maravilhosa. Os nadadores e os representantes do atletismo vão treinar no Centro de Treinamento Esportivo da UFMG, na Pampulha. A unidade 1 do Minas Tênis Clube, no bairro de Lourdes, vai receber atletas das seguintes modalidades: boxe, esgrima, tênis de mesa, taekwondo, judô e levantamento de peso. Já a unidade do Minas Náutico, na Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima, ficará com a equipe britânica de canoagem de velocidade.

A capital mineira sediará apenas partidas de futebol e, claro, no Gigante da Pampulha, o Mineirão. Serão 10 confrontos nas categorias feminino e masculino (confira o box). Os impactos na capital mineira não serão nem de perto semelhantes aos da Copa do Mundo, em 2014, e da Copa das Confederações, em 2013. Apesar de o apelo dos confrontos ser menor, o discurso da Prefeitura de BH, que montou uma comissão para tratar só de assuntos olímpicos, é de que os dois recentes grandes eventos vão servir de experiência para receber o público dos Jogos. Prova disso é que, assim como aconteceu há dois anos, a Polícia Militar reforçará o seu efetivo com militares do interior do estado.

Pedro Nicoli/Encontro
(foto: Pedro Nicoli/Encontro)
O secretário municipal de Desenvolvimento, Eduardo Bernis, que coordena o grupo de trabalho especial para as Olimpíadas, trabalha com a estimativa de público médio de 25 mil torcedores para as partidas de futebol feminino e o dobro para a categoria masculina. Dos 10 confrontos, seis serão em dias de semana, mas não há previsão de decretar feriados, pontos facultativos ou recessos escolares. “A ideia é afetar o mínimo possível a vida do cidadão”, diz o secretário. O maior impacto do evento em BH será no entorno do estádio do Mineirão. A BHTrans, empresa que gerencia o trânsito da capital, informou que ainda está definindo como será o esquema de trânsito nas imediações do estádio. O que se sabe é que será feito nos mesmos moldes da Copa das Confederações.

A rede hoteleira da capital, que passou por um upgrade – cerca de 20 novos hotéis foram entregues para a Copa do Mundo –, também está pronta para receber os visitantes. De acordo com Patricia Coutinho, presidente da Associação Brasileira da Indústia de Hoteis (ABIH-MG), trata-se de um público de perfil diferente em relação ao mundial de futebol. “Estamos esperando brasileiros que não conseguiram assistir à Copa, pois o torneio olímpico é mais acessível”, diz Patrícia. O hotel Mercure, unidade Lourdes, na avenida do Contorno, é a única hospedagem credenciada pelo Comitê Olímpico para receber as seleções de futebol. Então, que comecem os Jogos!

Últimas notícias

Comentários