Publicidade

Estado de Minas ENCONTRO DéCOR | REVESTIMENTOS

Conheça cinco tendências em pisos e paredes

Porcelanatos tecnológicos, pedras clássicas, peças com efeito 3D e produtos flexíveis estão em alta nos ambientes contemporâneos


postado em 13/12/2017 16:16

Parede revestida de Slim Flex em projeto de Carolina Robson e Roberta Robson: material pode ser liso ou rústico, como na foto(foto: Divulgação)
Parede revestida de Slim Flex em projeto de Carolina Robson e Roberta Robson: material pode ser liso ou rústico, como na foto (foto: Divulgação)
Os revestimentos da casa contemporânea são inovadores, trilham o caminho da sustentabilidade e muitos são altamente tecnológicos. Produzidos com impressão HD ou desenvolvidos na indústria a partir de produtos naturais, os materiais ganham em sofisticação, mas são ao mesmo tempo práticos, de fácil manutenção e resistentes. Em sua maioria, independentemente de qual seja o revestimento, eles aproximam-se muito do produto natural, com padrões e desenhos que lembram as madeiras e as pedras. Muitos levam para os projetos o conceito ecológico. "O homem migrou para a cidade, mas nós nos sentimos muito confortáveis próximos à natureza", diz o arquiteto João Carlos Moreira Filho, sócio proprietário da Morence Arquitetura + Design.

Escolher os revestimentos de um ambiente é uma tarefa de responsabilidade. Eles dão significado e estilo ao ambiente e são responsáveis pela personalidade da casa, que pode ser aconchegante, colorida, sóbria... Encontro conversou com experts do setor para saber quais são as novidades e os produtos mais desejados desse mundo infinito de cores e texturas. A boa notícia é que, quando o tema é o acabamento, as tendências são mais duradouras e por isso é possível encontrar de quase tudo no mercado, dos tradicionais aos produtos mais arrojados. "Atualmente, os projetos estão menos brilhantes, o fosco ganhou espaço no revestimento, mas isso não quer dizer que não tenha lugar para o superpolido", observa João Carlos.
O arquiteto João Carlos Moreira Filho e a designer de interiores Maria Thereza Terence, da Morence Arquitetura   Design: para eles, os revestimentos, independentemente do material, estão bem próximos dos produtos naturais(foto: Ronaldo Dolabella/Encontro)
O arquiteto João Carlos Moreira Filho e a designer de interiores Maria Thereza Terence, da Morence Arquitetura Design: para eles, os revestimentos, independentemente do material, estão bem próximos dos produtos naturais (foto: Ronaldo Dolabella/Encontro)
Xô, bagunça! Olá, curvas!

Armários, portas, bancadas, paredes, teto, fachadas... Pedra natural e flexível com origem no quartzito e no xisto, o Slim Flex é conhecido por seu uso diversificado. Sua flexibilidade favorece o revestimento de áreas curvas. Por ser mais leve e de fácil manuseio, já na chegada o material reduz a bagunça na obra, isso porque pode substituir os revestimentos de pedra. Ao ser cortado, o Slim Flex não produz tanto pó, a lâmina é facilmente moldada com a maquita ou recortada com a tesoura mesmo, o que acelera o ritmo do trabalho. "Ela é quase um peso-pena na obra", diz um dos especialistas na lâmina importada da Índia, Lucas Filizzola Drummond, sócio-diretor da Fabricati. "Cada metro quadrado pesa cerca de 1,5 kg a 2 kg, enquanto uma chapa tradicional de pedra do mesmo tamanho pode pesar até 60 kg." As cores vêm em oito tonalidades e variam do rústico às texturas lisas. "O Slim Flex é revestido artesanalmente com fibra de vidro e uma camada de resina de poliéster, o que lhe confere a maleabilidade", explica Filizzola.
Cozinha projetada pelas arquitetas Luciana Araújo e Nathalia Otoni: Super Nano Prime na bancada(foto: Divulgação)
Cozinha projetada pelas arquitetas Luciana Araújo e Nathalia Otoni: Super Nano Prime na bancada (foto: Divulgação)
Arrojados e tecnológicos

O porcelanato, revestimento cerâmico usado para pisos, paredes e até para o revestimento de móveis e bancadas, ganhou uma versão tecnológica que ampliou o seu uso.  As peças têm vida longa e praticidade, sendo de fácil manutenção. Os grandes formatos marmorizados garantem originalidade e plasticidade às peças, que se tornaram sinônimo para pisos. Especialista no segmento, André Ferreira, dono da Ideale Acabamentos, considera que a impressão em HD de grandes peças revolucionou o mercado. As impressões dão tons amadeirados, marmorizados às peças, pincelando com naturalidade o produto feito na indústria. Há 20 anos André acompanha de perto a rápida transformação do setor e a chegada de novos produtos. "A impressão em HD foi uma grande sacada tecnológica que trouxe inúmeras possibilidades e efeitos ao porcelanato." Com a técnica, um mesmo produto ganha variações na impressão das peças, da mesma forma que acontece com a matéria-prima natural. André concorda que o segmento se tornou democrático, com espaço para tendências que variam do eterno clássico ao retrô. As paredes ganharam uma infinidade de opções, com formatos, texturas e cores que vão do azulejo, que tem ares de antigamente, em tons como o vermelho, até os revestimentos que deixam na parede um sofisticado efeito 3D.
Espaço gourmet: piso, revestimento e bancada em mármore travertino Navona resinado(foto: Divulgação)
Espaço gourmet: piso, revestimento e bancada em mármore travertino Navona resinado (foto: Divulgação)
Os clássicos

As pedras acompanham a arquitetura e a moda desde sempre. Os revestimentos podem ser usados em pisos, bancadas e  paredes, em áreas internas e externas. Além de seu efeito plástico, que as tornam objeto de desejo, o produto natural se destaca pela durabilidade.  "As pedras ainda agregam valor comercial", destaca Marcelo Milagre, proprietário da Directa Piedras Naturales. Ele explica que a manutenção do produto é simples e que dá para garantir uma proteção extra com a impermebialização. A preferência para pisos são os beges e brancos, mas existem no mercado uma grande variedade de tons. Marcelo Milagre aposta em um novo produto italiano, feito na indústria a partir de produtos naturais. A novidade começará a ser vendida no Brasil com exclusividade pela Directa Piedras a partir do início de 2018. O produto, adianta Marcelo Milagre, não risca, pode ficar exposto ao sol, é de fácil manutenção e tem mais de 80 cores.
Piso de porcelanato: grandes formatos marmorizados garantem originalidade e plasticidade às peças(foto: Divulgação)
Piso de porcelanato: grandes formatos marmorizados garantem originalidade e plasticidade às peças (foto: Divulgação)
Branco que te quero branco

Atemporal, a pedra branca é um clássico. Alguns têm fixação por ela, como era o caso da atriz americana Marylin Monroe, que chegou a expressar o seu desejo por ambientes totalmente brancos. A cor confere elegância e dialoga bem com os diferentes projetos, dos mais conservadores aos mais arrojados. Produzido a partir de cristais de vidro e pó de mármore, o nanoglass é um branco absoluto. O produto pode ser usado em qualquer ambiente, do piso às bancadas. Apesar de sofisticado, sua manutenção não tem nada de complicada. A limpeza é prática, feita com pano úmido e detergente neutro. Especialista no produto, Lucas Filizzola Drummond, sócio-diretor da Fabricati, lembra que o nanoglass também é um sucesso em áreas externas, resiste ao calor e ao sol e por isso é usado também no jardim. "O nanoglass se comprara a um mármore nobre", diz Filizzola. "Ele é multifuncional, usado em residências e em pisos de grandes fluxos, como nos shopping center." Por ser impermeável e antibcateriano, é uma opção para hospitais e clínicas. A loja comercializa a quarta geração do produto, chamada de Super Nano Prime.

Papel e tecido na parede

Queridinho nos anos 1960, o papel de parede ganhou novas texturas, uma imensa variedade de tons e estilos, além de ter se adaptado à vida moderna, tornando-se mais resistente. "O papel de parede lavável é uma novidade. A tecnologia garante ao produto praticidade e durabilidade", diz João Carlos Filho, da Morence Arquitetura Design, explicando que as novas possibilidades fizeram crescer a demanda pelo produto. Segundo ele, os tons mais pedidos são os neutros com texturas suaves, geralmente combinando o claro e o escuro. Além de dar um charme ao ambiente o papel de parede pode mudar totalmente seu estilo. Pode até ser aplicado ao teto, tornando o espaço mais acolhedor e confortável. Outro tendência é o uso de tecidos nas paredes. "O material traz conforto ao ambiente e é também acústico. Os tons preferidos para esse revestimento são os neutros."

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade