Publicidade

Estado de Minas MINEIROS DO ANO 2017 | EUGENIO MATTAR

Piloto de uma frota ambiciosa

À frente da Localiza, empresário encara dificuldades do cenário econômico como desafio e colhe bons resultados. Novo e moderno edifício no bairro Cachoeirinha simboliza mudança e renovação


postado em 03/01/2018 14:34 / atualizado em 03/01/2018 15:50

De sua mesa no 24º andar da nova sede da Localiza, no bairro Cachoeirinha, o presidente Eugenio Mattar, e um dos donos da locadora de veículos, tem uma visão de quase 360 graus de Belo Horizonte. A bela vista inclui a Serra do Curral e o Mineirão. Mas o privilégio não é só do empresário. Os 1.825 funcionários que trabalham no moderno e dinâmico edifício de 26 andares inaugurado em junho também desfrutam do cenário. "Com esse ambiente, tenho chegado mais descansado em casa", diz Eugenio. Prática e aconchegante, a nova sede favorece seu ritmo alucinante de 12 horas diárias de trabalho. Isso, na empresa. "Fora, trabalho mais umas quatro horinhas."

A despeito das dificuldades econômicas, os números da Localiza neste ano foram superlativos: a receita líquida da empresa saltou de 3,13 bilhões de reais nos primeiros nove meses de 2016 para 4,24 bilhões de reais no mesmo período de 2017, alta de 35,6%. A frota da empresa hoje bate na casa dos 185,4 mil veículos. De janeiro a setembro foram 17,46 milhões de aluguéis de diárias, alta de 30,3% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Hoje, a Localiza está avaliada em cerca de 13,6 bilhões de reais. É a maior locadora de veículos da América Latina e a mais valiosa do mundo entre as que têm capital aberto. O valor das ações, que estão entre as 50 mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo, cresceu nada menos do que 80% neste ano. "O mercado em 2015, 2016 e 2017 dava sinais de que seria recessivo. Mudamos a forma de abordar e buscar o cliente", afirma Eugenio. Para driblar a crise, a empresa tratou de investir no marketing e na redução de preços – o valor dos aluguéis caiu de 10% a 60%, dependendo do dia. "É melhor o carro alugado barato do que parado", diz Eugenio. Paralelamente a isso, foram desenvolvidas tarifas especiais para motoristas particulares de aplicativos como Uber e Cabify, que alugam o carro para trabalhar. Em julho, a companhia deu outro passo estratégico: comprou a subsidiária brasileira da americana Hertz, parceria que permite o uso de marca combinada e troca de informações. Até o fim do ano, todas as agências da locadora no país estarão com a marca Localiza Hertz.

Dos quatro fundadores da Localiza, Eugenio é o único que está à frente dos negócios. Seu irmão, Salim Mattar, que presidiu a empresa até 2013, é presidente do Conselho de Administração. Os outros dois sócios-fundadores, os irmãos Flávio e Antônio Cláudio Resende, estão no conselho, assim como Eugenio.

As dificuldades, segundo Eugenio, acontecem não só no ambiente político e econômico. A burocracia também assusta. "Só para aprovar o projeto ambiental aqui do prédio, gastamos dois anos e meio", diz.  Apesar dos obstáculos, ele garante que dá para trabalhar dentro das regras. "É possível ter sucesso no Brasil trabalhando com ética e correção. A Localiza é um exemplo disso."

  • Eugenio Mattar, 64 anos
  • Nasceu em Oliveira (MG)
  • Casado, 4 filhos, 2 netos
  • Formado em engenharia civil pela UFMG em 1975
  • Presidente da Localiza e membro do Conselho de Administração

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade