Publicidade

Estado de Minas INTERNET

Aos 25 anos, youtuber Enaldinho fatura R$ 20 milhões por ano

O mineiro fecha 2023 como o mais visto no YouTube neste ano


postado em 29/12/2023 15:27 / atualizado em 30/12/2023 09:06


Uma brincadeira de adolescente acabou virando negócio de gente grande. Foi no antigo apartamento da família, no bairro Silveira, na zona Nordeste da capital mineira, que Enaldo Lopes de Oliveira Filho, o Enaldinho, hoje com 25 anos, fazia o que muitos jovens brasileiros gostam: participava de competições de jogos online junto com os amigos. Naquela época, em 2012, sua intenção não era ser um gamer profissional. Dois anos depois, ao participar de um desses campeonatos, realizado em São Paulo, a chave virou e sua história começou a mudar. "Eu me lembro que terminei em segundo lugar na competição e fiquei curioso ao ver uma sala reservada onde alguns jovens, da mesma idade que eu, estavam. Achei estranho ver que as pessoas pediam para tirar fotos com eles". Descobriu, então, que se tratavam de youtubers, algo que ele nem imaginava que também viria a ser. "Comecei a pesquisar e vi que a galera fazia a mesma coisa que eu e postava. A partir daí, comecei a olhar o meu canal com outra visão e com novos objetivos".

Enaldinho aposta agora na internacionalização de sua marca e planeja chegar em países sul-americanos e na Índia:
Enaldinho aposta agora na internacionalização de sua marca e planeja chegar em países sul-americanos e na Índia: "O nosso canal em espanhol já está rodando" (foto: Paulo Márcio/Encontro)
Insistiu um pouco mais nos vídeos de games, mas logo percebeu que aquele ainda não era o caminho. Começou a apostar em vlogs, dando "a cara a tapa" ao aparecer em vídeos de desafios, coleções de figurinhas e humor. Aos poucos, foi conquistando mais seguidores. "Eu estava com 16 anos e, é claro, tudo era muito amador. Era um menino fazendo bobagem na internet. Não tinha a consciência e a preocupação que tenho hoje com o impacto que os meus conteúdos podem gerar na vida das pessoas." Anos depois, a persistência e perspicácia do jovem empreendedor o levaram a mais de 32 milhões de seguidores no YouTube e 5,8 milhões no Instagram, com uma média de 400 milhões de visualizações por mês. Este ano, levou o Prêmio Jovem Brasileiro na categoria de Melhor Youtuber e ficou em segundo lugar na lista de Top Creators do YouTube, tornando-se o criador brasileiro mais assistido do país. O primeiro lugar ficou com o criador americano MrBeast, que faz vídeos de desafios que sempre envolvem uma grande quantia de dinheiro. Enaldinho também é o único brasileiro indicado por quatro vezes ao Streamy Awards, maior prêmio anual voltado para as melhores produções em vídeo online, concorrendo na categoria internacional.

Filho dos médicos Maria Luiza Cavalieri e Enaldo Lopes de Oliveira, e com apenas um irmão mais novo, Guilherme Cavalieri, o youtuber cursou o ensino fundamental e o médio no Colégio Magnum, onde produziu alguns vídeos de pegadinhas que o ajudaram a alavancar a sua carreira, mas confessa que nunca foi um bom aluno. "Já reprovei, tomei várias suspensões. Fora isso, nunca me vi seguindo uma carreira tradicional e, naturalmente, havia uma pressão por parte dos meus pais para que eu cursasse uma faculdade". Além da preocupação da família com o seu futuro, Enaldinho também sofria com a timidez e a vergonha de aparecer nos vídeos. "A galera da escola tirava onda comigo. Mas como eu sabia o que queria, não me importava."

Enaldinho e a namorada Anna Clara Rios, também youtuber, com quem está junto há sete anos:
Enaldinho e a namorada Anna Clara Rios, também youtuber, com quem está junto há sete anos: "Futuramente, eu quero me casar, ser pai e, na minha cabeça, será com ela" (foto: Instagram/Reprodução)
Entre altos e baixos, o canal foi se tornando mais relevante. Naquela época, não havia referências na área para que o youtuber pudesse se orientar em como construir uma carreira na internet. Logo no início, acabou tomando uma punição da plataforma por fazer um desafio com um desodorante aerossol que poderia gerar queimaduras na pele. "O que acabou sendo bom para eu entender que aquilo não era uma terra sem lei e que haviam regras a serem seguidas." A advertência o levou a melhorar a qualidade do seu canal, retirando, inclusive, alguns bordões feitos com palavrões. Com o conteúdo mais qualificado, acabou atraindo um público do qual jamais imaginou que poderia se tornar um ídolo algum dia. "Nunca pensei que além do público juvenil, as crianças e, principalmente, seus pais, iam gostar tanto do meu trabalho".

Com a mãe, Maria Luiza Cavalieri, e o irmão, Guilherme:
Com a mãe, Maria Luiza Cavalieri, e o irmão, Guilherme: "Hoje, sei que se eu tivesse forçado o Enaldo a fazer uma faculdade e a ter uma profissão comum, ele seria muito infeliz", diz ela (foto: Instagram/Reprodução)
A ideia de ter um filho youtuber continuava a preocupar seus pais que, em 2016, se separaram. Foi um período de mudanças e de assumir novas responsabilidades. A família decidiu que estava na hora de Enaldinho cursar o pré vestibular para ingressar na faculdade, ao mesmo tempo em que também teria que trabalhar na loja de cachaças do pai, o que, para ele, era algo bem incoerente. "Especialmente porque nunca fiz uso de bebida alcoólica", diz. Ele já havia conquistado a placa comemorativa de 100 mil inscritos, mas ainda sentia que seu canal estava "flopado", ou seja, sem engajamento da audiência e sem monetizar. Acabou ficando seis meses sem produzir conteúdo. Pouco tempo depois, outra virada de chave mudaria tudo. Com a chegada das férias, um amigo de infância o estimulou a fazer um novo vídeo para o canal, o que ele acabou topando, mesmo a contragosto. Ao pesquisar as trends ou tendências do momento, viram que o que estava em alta era o chamado desafio das 100 camadas feitas com coisas como esmalte e batom. "Tivemos a ideia de fazer 100 camadas com o biscoito Oreo. Quando acordei no outro dia, tinha saído de 100 para 200 mil seguidores. Continuei na série e cheguei a 1 milhão de inscritos em apenas um mês. Foi o canal que mais cresceu no mundo naquela época."

A partir daí, Enaldinho começou a ser assediado por empresas que buscavam parcerias e chegou a ser procurado pelo empresário de um youtuber famoso na época. "Só que ele queria conversar comigo exatamente no dia do Enem, e eu estava me preparando para fazer a prova." Enxergando o potencial do filho, a mãe o apoiou mais uma vez. "Ela me disse que não ia atrapalhar o meu sonho e me deu um ano para não fazer vestibular e me dedicar exclusivamente ao canal." Com o voto de confiança, em pouco tempo o youtuber chegou a 10 milhões de seguidores, profissionalizando o canal. "O Enaldo nunca foi uma criança padrão. Sempre foi muito tímido, me deu trabalho na escola e sofria com déficit de atenção. Por outro lado, sempre foi um menino amoroso, tranquilo e que desenvolveu, precocemente, suas habilidades artísticas e empreendedoras", diz Maria Luiza. "Hoje, sei que se eu o tivesse forçado a fazer uma faculdade e a ter uma profissão comum, ele seria muito infeliz. Ele continua sendo um bom filho, bom amigo, bom namorado e muito dedicado ao seu trabalho." Em 2017, Enaldinho fez o primeiro show de sua carreira, no Cine Theatro Brasil Vallourec, seguido por uma turnê pelo país. O tão sonhado reconhecimento tinha chegado, mas nem por isso as coisas seriam mais fáceis. Em alguns dos lugares por onde o youtuber se apresentou, quase ninguém compareceu ao evento. "Em Vila Velha, em uma casa para 4 mil pessoas, tinha apenas 30 pagantes". Seis anos depois, ao retornar ao mesmo local em sua terceira turnê, foram dois dias de apresentação com ingressos esgotados. "Por isso é importante acreditar em nossos sonhos e não desistir", afirma.

Enaldinho, em seu apartamento no Belvedere, com um grafite do personagem Bolinho, criado pela artista plástica Maria Raquel: ele tem ainda uma casa e um terreno em Nova Lima e uma propriedade em Orlando, nos Estados Unidos, seu principal destino de férias(foto: Paulo Márcio/Encontro)
Enaldinho, em seu apartamento no Belvedere, com um grafite do personagem Bolinho, criado pela artista plástica Maria Raquel: ele tem ainda uma casa e um terreno em Nova Lima e uma propriedade em Orlando, nos Estados Unidos, seu principal destino de férias (foto: Paulo Márcio/Encontro)
O que nem todos sabem é que por trás do jeito moleque e brincalhão do personagem Enaldinho, surgiu um homem sério e preocupado com o futuro. Ele revela que sempre foi pé no chão e nunca se deixou deslumbrar pela fama. Nos primeiros cinco anos rentáveis do seu canal, sua estratégia foi manter o custo de vida baixo e poupar sempre. Há dez anos no mercado como digital influencer, tem consciência de que a profissão é instável e a juventude tem data certa para acabar. "Nunca esbanjei em carros, baladas. E mesmo agora que o canal está mais estabilizado, tenho carros como investimento". O youtuber se refere, por exemplo, à compra de um Corvette Stingray vermelho, cotado em quase 2 milhões de reais, e  usado para a criação de conteúdo para o canal. Em um dos vídeos, o possante aparece completamente plotado com os @ de seus seguidores mais recentes. Mas o carro, em breve, será substituído por outro modelo, possivelmente um Lamborghini.

Com faturamento de cerca de 20 milhões de reais ao ano - com o canal do YouTube, shows, publicidades e vendas de produtos - o investimento no carro não parece ser tão estratosférico. Em seu patrimônio também estão um apartamento no bairro Belvedere, na zona sul da capital mineira, onde mantém um estúdio de gravação; uma casa em Nova Lima, construída para fazer gravações de pegadinhas e outros conteúdos, onde a mãe e o irmão moram; um terreno também em Nova Lima onde pretende construir uma nova casa; e uma propriedade em Orlando, nos Estados Unidos, seu principal destino de férias. O youtuber revela que nos bastidores seu canal funciona como uma empresa, com cerca de 50 pessoas empregadas direta e indiretamente. Brincadeira, só quando as câmeras são ligadas. Em busca de novas fontes de monetização, Enaldinho busca escalar seu negócio investindo em várias frentes. Entre as estratégias está diversificar os produtos com a sua marca e investir também em artigos que não levam a imagem do personagem e que possam permanecer no mercado de forma atemporal. Em seu portfólio já constam brinquedos, bonecos, mochilas, acessórios de computador, roupas, álbuns de figurinhas, calçados e biscoitos. "Trabalhamos com uns 50 produtos e estamos buscando novas parcerias para 2024, como redes de fast food, barbearias kids e lojas próprias de outros segmentos". A empresa também está aberta a investidores.

Com o Prêmio Jovem Brasileiro na categoria de Melhor Youtuber: média de 400 milhões de visualizações por mês(foto: Instagram/Reprodução)
Com o Prêmio Jovem Brasileiro na categoria de Melhor Youtuber: média de 400 milhões de visualizações por mês (foto: Instagram/Reprodução)
O youtuber já lançou três livros e gravou filmes que foram exibidos nos cinemas, mas pretende dar saltos ainda maiores. Um dos desafios enfrentados na carreira, diz ele, é o preconceito que ainda existe com produtores de conteúdo para redes sociais. "Muita gente acredita ser muito fútil e muito fácil, considerando influenciadores como subcelebridades. Mas existe bastante trabalho por trás disso tudo", diz. Seu objetivo é agradar pais e filhos, para que tenham uma boa experiência com sua marca. "Conteúdo bom, de acordo com seus respectivos nichos, cativa, engaja e fideliza o público". Ele se recorda do baque que levou há cinco anos, período em que contratou uma empresa para cuidar do canal e acabou perdendo engajamento." Para a minha vida pessoal foi ótimo, tive mais tempo livre. Mas, profissionalmente, as visualizações começaram a cair consideravelmente." Deu a volta por cima e tomou as rédeas do seu negócio novamente. Após as mudanças, o canal fechou 2022 como o mais assistido do país. "Minha diferença para outros influenciadores é que eu já passei por todas as etapas do meu negócio e sei como funcionam todos os processos. Tenho um senso crítico apurado."

O segredo, diz ele, é não se acomodar e inovar sempre. Enaldinho foi um dos primeiros a ter podcast no Brasil e está sempre em busca de novas tendências. Apesar do sucesso conquistado, quer voar ainda mais alto. O processo de internacionalização da marca está a todo vapor, com previsão de levar conteúdo dublado para países sul-americanos e para a Índia. O público americano, diz ele, tem preconceito natural em consumir esse tipo de conteúdo, então não vale a pena investir. "O nosso canal em espanhol já está rodando." Ele avalia que os 10 milhões de seguidores de hoje são o 1 milhão de antigamente, já que o acesso à internet foi se tornando cada vez mais fácil. Atualmente, o Brasil possui mais de 160 canais que superam a marca. "Sabemos que 32 milhões de seguidores é um número muito considerável, mas ainda existe bastante a ser explorado." Curiosamente, ele destaca que 40% das visualizações do seu canal vem de smart TVs, um indício de que o seu conteúdo é assistido por famílias inteiras, e não só por crianças. "O nosso maior público é de pessoas com idade abaixo dos 15 anos. Um quarto do Brasil já assistiu aos meus vídeos e onde a língua portuguesa é falada, o consumo é igual." Enaldinho já se prepara, inclusive, para um show em Portugal.

A compra de um Corvette Stingray vermelho, cotado em quase 2 milhões de reais, virou notícia:
A compra de um Corvette Stingray vermelho, cotado em quase 2 milhões de reais, virou notícia: "Nunca esbanjei em carros, baladas. E mesmo agora que o canal está mais estabilizado, tenho carros como investimento e para a criação de conteúdo" (foto: Instagram/Reprodução)
A popularidade do jovem tem chegado a lugares inusitados. Em visita à Amazônia, para gravar um vídeo, ele se surpreendeu. "Levaram a gente para conhecer uma tribo indígena e nos disseram que eles não tinham acesso a internet. Chegando lá, fiquei surpreso com as crianças pedindo para tirar foto comigo porque acompanham o Enaldinho." Apesar de ser muito grato pelo carinho dos fãs, também fala sobre os inconvenientes que o sucesso traz. "Hoje não consigo ter mais privacidade. Programas simples como ir ao shopping e ao cinema, se tornam totalmente inviáveis". Recentemente, algumas crianças pularam o muro e invadiram a sua casa em um condomínio fechado. Já teve fã que jogou bilhete enrolado em pedra e quebrou os vidros da janela. "A visibilidade traz muita coisa boa, muito carinho, mas tem momentos que a gente quer só ficar tranquilo como qualquer pessoa normal." Sua rotina é puxada, com gravações que muitas vezes começam às oito horas da manhã e terminam só de madrugada e viagens pelo menos duas vezes por semana. Apesar do estrelato, Enaldinho tem um estilo de vida reservado e, sempre que possível, prefere ficar em casa com a família, os amigos e a namorada. "Frequento poucos lugares, sempre fui um cara caseiro, do videogame, meio nerd." Para unir trabalho e lazer, no ano que vem pretende fazer gravações para o seu canal em outros países.

A placa comemorativa de 100 mil inscritos, recebida em 2016: na época, seu canal ainda era
A placa comemorativa de 100 mil inscritos, recebida em 2016: na época, seu canal ainda era "flopado", ou seja, sem engajamento da audiência e sem monetizar (foto: Instagram/Reprodução)
Atleticano fanático, como faz questão de enfatizar, conta a alegria que está sendo a parceria com o seu clube do coração. Ele grava vídeos para divulgar o Galo e tem acesso liberado à Arena MRV e aos jogadores. Enaldinho conta que o pai o levou desde cedo ao estádio e mesmo com a correria do dia a dia, ele sempre acompanha os jogos. "Gosto tanto que às vezes falava do Galo no meu canal. Quero influenciar quem ainda não tem time ou quer ter um segundo time para torcer". Faixa roxa no jiu jitsu, lamenta não conseguir imprimir a frequência necessária aos treinos, por causa da agenda abarrotada. Apesar da popularidade, diz ser um cara pouco vaidoso. "Confesso que precisava me cuidar mais. E realmente não gosto de usar maquiagem, gravo com a cara limpa." Incentivado pela mãe, busca sempre realizar alguma ação social que costuma não divulgar. Outra mulher que impacta a sua vida é a namorada e também youtuber Anna Clara Rios, mais conhecida por Anninha. Com 12 milhões de seguidores no YouTube, em 2023 a musa dos desafios ficou em sétimo lugar na lista dos Top Creators da plataforma. Ela também conta com mais de 800 mil seguidores no Instagram. "O Enaldo é um namorado muito carinhoso e amoroso, que me incentiva e dá segurança. Sempre distribui muito carinho para quem está ao seu redor", derrete-se ela. "É incansável como profissional, tem paixão pelo canal e mesmo estando no topo, tenho certeza de que é só o início pra ele. Porque ele faz o que ninguém faz."

Ao lado do atacante Hulk e do goleiro Everson, ídolos do Galo, clube com o qual acaba de firmar uma parceria:
Ao lado do atacante Hulk e do goleiro Everson, ídolos do Galo, clube com o qual acaba de firmar uma parceria: "Agora posso ir ao estádio, fazer vídeo com os jogadores e influenciar quem ainda não tem time ou quer ter um segundo time para torcer" (foto: Instagram/Reprodução)
Juntos há sete anos, recentemente o casal esteve separado, mas já voltou às boas. "Realmente tínhamos dado um tempo, que acabou sendo ótimo para percebermos o quanto a gente se gosta e o tanto que queremos continuar juntos. Voltamos mais fortes do que antes", diz Enaldinho. O youtuber não descarta a possibilidade de oficializar a união: "Futuramente eu quero me casar, ser pai e na minha cabeça, será com ela. Inclusive, a casa que quero construir já é pensando nisso." Por enquanto, Enaldinho segue cumprindo os compromissos de fim de ano. No dia em que recebeu a equipe de Encontro em seu apartamento pela manhã, já estava com as malas prontas para uma viagem a Campinas, onde faria um show no mesmo dia. Logo depois, seguiria para sua primeira apresentação em alto mar, em um cruzeiro no Rio de Janeiro, última do ano. Se depender das ambições do youtuber mineiro, o vaivém vai continuar por um bom tempo.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade